DEM abre ação contra Kassab e dissolve diretório do TO

Democratas alega que o prefeito usou estrutura partidária na criação de seu novo grupo

São Paulo - O DEM decidiu nesta manhã, após reunião da executiva nacional em Brasília, abrir um processo disciplinar contra o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, por uso da estrutura do partido para criar uma nova legenda.

Além da ação interna contra Kassab, que está de saída para criar o Partido Social Democrático (PSD), o DEM anunciou a dissolução do diretório do Tocantins, sob influência da senadora Kátia Abreu, que vai acompanhar o prefeito de São Paulo na nova legenda.

Durante o encontro, o líder do DEM na Câmara, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), argumentou que Kassab infringiu o estatuto do partido por usar a estrutura do diretório paulista para registrar domínios na internet, como o http://www.JK.org.br. O prefeito teria usado o CNPJ do partido para o registro do site. O DEM pretende fazer um "ato oficial" de entrega do site à família do ex-presidente Juscelino Kubitschek, que protestou contra o uso do domínio por Kassab.

ACM Neto alegou que Kassab descumpriu um artigo do estatuto que veta atividades contrárias aos "interesses partidários" e que o prefeito se "eximiu de suas funções" enquanto esteve no comando do DEM em São Paulo. O presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia (RN), designou o deputado federal Mendonça Filho (PE) para relatar o processo disciplinar, que pode culminar com a expulsão de Kassab. O prefeito terá oito dias para se defender junto à executiva nacional.

Quanto à definição sobre o novo comando do partido em São Paulo, a executiva adiou a decisão para a próxima quarta-feira. "Faltaram algumas consultas para fechar o entendimento final", disse o deputado federal Rodrigo Garcia (SP), cotado como candidato à sucessão de Kassab em 2012. O deputado disse que a definição da nova estrutura em São Paulo não é a prioridade do momento. "Não temos urgência em relação a isso", afirmou.

Quando forem discutidos os rumos do partido em São Paulo deve ser definido também a nova composição do DEM no Tocantins. A deputada federal Professora Dorinha e o vice-governador do Estado, João Oliveira, ficaram encarregados de apresentar a nova estrutura regional.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.