Começa a campanha do referendo pela independência da Escócia

Campanha eleitoral para o referendo de independência da Escócia começou hoje

Edimburgo – A campanha eleitoral para o referendo de independência da Escócia, em 18 de setembro, começou nesta sexta-feira, com as pesquisas indicando uma vitória dos partidários da permanência dentro do Reino Unido.

Mais de quatro milhões de pessoas se registraram para votar.

São apenas os residentes legais na Escócia, uma vez que os que vivem no exterior não podem votar. A idade de voto caiu dos 18 para os 16 anos.

“A escolha do ‘sim’ é para uma Escócia independente e é uma grande oportunidade”, afirmou Blair Jenkins, diretor da campanha “Yes Scotland”, ao jornal The Guardian.

Do outro lado, George Osborne, ministro das Finanças do governo britânico, escreveu um artigo afirmando que cada escocês tem 1.400 libras a mais (2.300 dólares) no bolso por ser britânico.

“A Escócia é um país rico, um êxito alcançado depois de 300 anos de trabalho conjunto com o Reino Unido. E isso é um argumento para que a Escócia fique conosco”, acrescentou.

Os cálculos de Osborne são um exemplo do rumo econômico que o debate tomou. Partidários e opositores da indendência travam há semanas uma guerra sobre os benefícios da independência.

Os separatistas escoceses, no entanto, jamais se impuseram nas pesquisas e, nas últimas semanas, a diferença aumentou.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.