Charges de Maomé contribuem para terrorismo, diz Hezbollah

"Esse trabalho é inaceitável e não pode ser justificado sob nenhuma consideração", declarou o grupo libanês em comunicado

Beirute - O grupo xiita libanês Hezbollah afirmou nesta quarta-feira que as caricaturas do profeta Maomé publicadas na nova edição da revista satírica francesa "Charlie Hebdo" contribuem para o "apoio ao terrorismo, ao extremismo e aos terroristas".

"Esse trabalho é inaceitável e não pode ser justificado sob nenhuma consideração", declarou o grupo libanês em comunicado.

O texto considera que a representação de Maomé através das charges é uma "grande provocação ao sentimento de mais de 1,5 bilhão de muçulmanos de todo o mundo".

Hoje foi colocada à venda na França o primeiro volume da "Charlie Hebdo" após o atentado em sua redação, na quarta-feira da semana passada, no qual Maomé voltou a ser o protagonista da capa.

"Está tudo perdoado", diz o texto, que acompanha uma caricatura do profeta chorando e segurando um cartaz com a mensagem "Je suis Charlie" (Eu sou Charlie).

Poucas horas depois de começar a circular, a nova edição da revista esgotou os estoques dos jornaleiros, o que justifica a ampliação da tiragem para cinco milhões de exemplares, dois milhões a mais que os inicialmente previstos.

No dia 9 de janeiro, o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, condenou o atentado que causou 12 mortes em Paris e afirmou em discurso que os grupos takfiris (radicais sunitas) "prejudicaram mais o profeta (Maomé) que as caricaturas feitas dele".

"Estes grupos (radicais sunitas) atentam contra Alá e a nação islâmica mais do que os inimigos do islã", acrescentou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.