Banco do Japão mantém juros virtualmente em zero

No Japão, as taxas de juros estão entre 0% e 0,1% desde 5 de outubro, após uma decisão inesperada do BOJ para combater a deflação e impulsionar o crescimento

Tóquio - O Banco do Japão (BOJ) manteve nesta terça-feira as taxas de juros virtualmente em zero e o ambicioso plano de compra de ativos, com a intenção de reativar a economia do país asiático, informou o organismo emissor.

A decisão foi adotada por unanimidade pelo comitê monetário do BOJ ao término de uma reunião de dois dias realizada em Tóquio.

As taxas de juros estão no Japão entre 0% e 0,1% desde 5 de outubro, após uma decisão inesperada da entidade financeira japonesa para lutar contra a deflação e impulsionar o crescimento econômico no país.

O banco também assinalou em comunicado que "seguirá comprando progressivamente vários ativos e financiará fundos a longo prazo através do programa de 35 trilhões de ienes".

O organismo decidiu em outubro passado adquirir uma maior variedade de ativos para injetar liquidez no sistema, mediante um programa gradual de 35 trilhões de ienes (R$ 713,3 bilhões), a fim de estender sua política de flexibilização monetária.

O BOJ também indicou nesta terça-feira que a economia japonesa "crescerá lentamente por um tempo", mas deve depois retomar o caminho da recuperação moderada, impulsionada por um novo crescimento econômico mundial, liderado pelas economias emergentes e exportadoras de matérias-primas.

No entanto, o BOJ alertou sobre o possível impacto negativo no desenvolvimento do Japão como consequência das preocupações sobre a situação das economias dos Estados Unidos e Europa.

O problema que mais preocupa a economia do Japão é a deflação, que já está há mais de 20 meses consecutivos ameaçando o crescimento do país, além da valorização do iene frente ao dólar.

O BOJ espera que o Produto Interno Bruto (PIB) japonês cresça 2,1% no atual ano fiscal, que conclui em março de 2011, e que a inflação vá se estabelecendo na economia japonesa no ano que vem. EFE
 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também