Ataques talibãs no Afeganistão matam dois soldados da Otan

A Isaf não especifica o lugar exato dos ataques talibãs nem a nacionalidade dos mortos

Cabul –  Pelo menos dois soldados da missão da Otan no Afeganistão (Isaf) morreram nesta segunda por ataques das “forças inimigas” em dois incidentes ocorridos no sul e no leste do país, informou a Aliança Atlântica.

A Isaf não especifica o lugar exato dos ataques talibãs nem a nacionalidade dos mortos e deixam para as “autoridades competentes” de cada país a identificação dos soldados.

Um porta-voz dos talibãs, Zabihula Mujahid, disse que o ataque no leste do país aconteceu na província de Laghman e que dois soldados americanos da Isaf morreram.

“Dois soldados americanos morreram no ataque. Os talibãs também tomaram duas armas, munição, telescópios e um cachorro. Aeronaves dos Estados Unidos bombardearam a região e feriram dois talibãs”, acrescentou Mujahid, segundo a agência local “AIP”.

Segundo os dados fornecidos pelo portal independente “icasualties”, neste ano morreram no Afeganistão 156 soldados da Otan.

O número de soldados da missão Isaf mortos durante os primeiros seis meses do ano foi de 95, 57% a menos em relação ao mesmo período de 2012, tendência que diversos analistas atribuem à transferência da segurança do país asiático para as tropas afegãs.

As tropas internacionais começaram em 2011 a se retirar gradualmente do Afeganistão e a transferir por fases a responsabilidade pela segurança ao exército e à polícia afegãos.

Este processo deve concluir em 2014, embora muitos membros da Otan, especialmente os EUA, são partidários de manter contingentes militares no país asiático além dessa data. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.