Após internação, presidente iraquiano apresenta melhora

Jalal Talabani, de 79 anos, foi hospitalizado na noite da última segunda-feira por causa de um coágulo no cérebro

Bagdá – Após ser internado em um hospital de Bagdá por causa de um coágulo no cérebro, o presidente do Iraque, Jalal Talabani, de 79 anos, apresentou uma considerável melhora, informou nesta quarta-feira o partido governista União Patriótica do Curdistão (UPK).

Um dirigente da UPK, Friad Ruandusi, assinalou no site da formação que o líder se encontra em bom estado e que sua saúde melhorou.

Segundo Ruandusi, uma equipe médica da Alemanha, que chegou nesta manhã em Bagdá para atender o presidente, descartou a hipótese de o presidente ser transferido a outro país.

De acordo com a imprensa local, Talabani foi hospitalizado na noite da última segunda-feira por causa de um coágulo no cérebro.

Ontem, no entanto, a Presidência informou que Talabani sofreu “um endurecimento das artérias” e que o fato poderia estar ligado “aos seus esforços para conseguir a estabilidade do país”.

A última aparição pública de Talabani, que é curdo, ocorreu na mesma noite de segunda-feira nas televisões do país durante uma reunião com o primeiro-ministro, Nouri al Maliki, para estudar a crise iraquiana.

Em fevereiro de 2007, Talabani foi hospitalizado em Amã durante 18 dias após sofrer uma indisposição em seu país. A equipe médica que lhe atendeu atribuiu a doença do presidente à “fadiga” provocada pelo estresse derivado da complexa situação no Iraque.

Talabani, um moderado que lidera o UPK, chegou à Presidência do Iraque em 2005 e se transformou no primeiro presidente curdo na história deste país, composto de diferentes etnias e confissões. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.