AIEA quer sistema mais eficiente na central de Fukushima

Vários casos de vazamento de água radioativa na usina foram registrados recentemente

Tóquio - A empresa que administra a central de Fukushima, Tokyo Electric Power (TEPCO), deve melhorar os sistemas essenciais para evitar a repetição de incidentes, afirmou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

"A TEPCO deve prosseguir em seus esforços para melhorar a confiabilidade de seus sistemas essenciais, para avaliar a integridade das instalações e para reforçar a proteção contra riscos externos", destaca um comunicado do organismo da ONU.

A AIEA divulgou o comunicado após reuniões com representantes do governo japonês e da TEPCO, semana passada, antes de uma inspeção à central.

Poucas horas antes, a TEPCO anunciou que desativou temporariamente o sistema de refrigeração de uma piscina de combustível usado de um reator, depois de encontrar, perto de um transformador externo conectado ao sistema de refrigeração, dois ratos mortos.

A medida foi adotada para permitir aos funcionários da central retirar os animais mortos e verificar se haviam danificado o delicado sistema elétrico, afirmou a TEPCO.

A temperatura da piscina era de 13,9°C no momento da desativação. Sem refrigeração, deve subir ao ritmo de 0,187°C por hora. A princípio, não corre o risco de alcançar, antes do reativação, o limite de segurança de 65°C fixado pelas autoridades.

Em março, um rato provocou um curto-circuito e provocou uma falha nos distribuidores elétricos, o que paralisou por quase 30 horas parte dos sistemas de refrigeração das piscinas de desativação de combustível usado.

Vários casos de vazamento de água radioativa foram registrados recentemente e obrigaram a TEPCO a conter o líquido contaminado de maneira improvisada.

Os problemas e as obras adicionais imprevistas mostraram a vulnerabilidade do local, dois anos depois do terremoto e tsunami de 11 de março de 2011, que deixaram em risco o complexo nuclear.

*Matéria atualizada às 13h23

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.