20 pessoas morreram devido aos tornados em Oklahoma

Na relação de mortos, estão sete crianças

	Carros e árvores danificados após a passagem do tornado em Oklahoma City: o tornado foi um dos mais violentos, registrando velocidade até 320 quilômetros por hora
 (REUTERS/Bill Waugh)
Carros e árvores danificados após a passagem do tornado em Oklahoma City: o tornado foi um dos mais violentos, registrando velocidade até 320 quilômetros por hora (REUTERS/Bill Waugh)
R
Renata GiraldiPublicado em 23/09/2013 às 18:31.

Brasília – Pelo menos 20 pessoas morreram devido a uma série de tornados que atingiram a região de Oklahoma, no Sul dos Estados Unidos, em maio. Na relação de mortos, estão sete crianças. A maior parte das vítimas é formada por homens, a mais jovem é um bebê de 17 dias e a mais velha uma mulher de 79 anos. Mais de 30 mil pessoas foram afetadas. O tornado foi um dos mais violentos, registrando velocidade até 320 quilômetros por hora.

O governo brasileiro lamentou, no último dia 21, a tragédia provocada pelos tornados. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores manifestou solidariedade ao governo e à população norte-americanos.

“O governo brasileiro tomou conhecimento, com grande pesar, das mortes e perdas materiais provocadas pelo tornado que atingiu a região de Oklahoma City, nos Estados Unidos. O Brasil transmite suas condolências e solidariedade aos familiares das vítimas, ao povo e ao governo dos Estados Unidos”, diz o texto.

A região de Moore, um subúrbio da cidade de Oklahoma City, foi a área mais afetada. Uma escola de ensino fundamental foi destruída e pelo menos 20 crianças e adolescentes que estavam no local morreram. Em 1999, Moore foi atingido por uma série de tornados, que deixaram 40 mortos e mais de US$ 1 bilhão em prejuízos. Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.