Alta no setor de tecnologia preocupa Wall Street e atrai diversificação

Cinco maiores empresas do S&P 500, Apple Inc, Microsoft Corp, Amazon.com Inc, Alphabet Inc e Facebook Inc agora respondem por 28% do índice

À medida que um rali impulsionado pelo setor de tecnologia empurra os índices de ações dos Estados Unidos para muito perto de novos recordes, as preocupações de que os preços de grandes empresas do segmento possam estar “esticados” e de que uma nova regulamentação possa estar chegando tem levado investidores a diversificar para além dos líderes do rali.

Cinco maiores empresas do S&P 500, Apple Inc, Microsoft Corp, Amazon.com Inc, Alphabet Inc e Facebook Inc agora respondem por 28% do índice e são responsáveis ​​por 25% de seus ganhos, disse o Goldman Sachs mais cedo neste mês.

Em média, essas ações voltadas a tecnologia e internet ganharam 49,23% este ano, em comparação com um ganho de 7% para o S&P 500, e sobem em média 9,6% desde 21 de setembro, contra 6,6% para o S&P 500.

A expectativa é de que as companhias divulguem fortes lucros no terceiro trimestre nas próximas semanas, provando seu valor em um ano em que a pandemia de coronavírus amparou uma economia que trabalha em casa enquanto devastava empresas ligadas a setores como viagens, restaurantes e combustíveis fósseis.

Ainda assim, alguns temem que as “megacaps” de tecnologia estejam expostas a fatores que podem diminuir seu fascínio nos próximos meses. Ficar comprado no setor é o trade mais exaustivamente praticado de todos os tempos, de acordo com uma recente pesquisa do Bank of America com gestores de fundos.

Investidores estarão atentos na semana que vem, conforme relatam os resultados do terceiro trimestre, incluindo Netflix Inc na terça-feira, Tesla Inc e Verizon Communication Inc na quarta-feira, e Intel Corp na quinta-feira. Apple, Amazon, Alphabet, Microsoft e Facebook relatam na semana seguinte.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.