Marketing

PowerBalance admite que suas pulseiras não têm comprovação científica

Empresa da Austrália oferece reembolso aos usuários que se sentirem enganados pelo produto

PowerBalance: 150 mil consumidores no Brasil já adquiriram a pulseira (Divulgação)

PowerBalance: 150 mil consumidores no Brasil já adquiriram a pulseira (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 4 de janeiro de 2011 às 11h25.

São Paulo - A PowerBalance - fabricante das pulseiras de plástico com adesivos de holograma conhecidas como "pulseiras do equilíbrio" - admitiu em seu site australiano que "não há evidências científicas credíveis" que comprovem a eficiência do produto. Segundo o próprio comunicado, a empresa estaria, portanto, "engajada em uma conduta enganosa".

O pronunciamento veio em resposta a reclamações feitas a um órgão australiano de controle de produtos. Na nota (em inglês), a empresa reconhece a falha, pede desculpas a qualquer consumidor que tenha se sentido enganado e oferece reembolso para os produtos.

A promoção estará disponível aos interessados na Austrália até o dia 30 de junho de 2011. Para garantir o dinheiro de volta, é preciso apresentar o produto e o comprovante de compra.

Os braceletes ficaram conhecidos por basear sua estratégia de marketing em depoimentos de atletas adeptos do produto, entre eles, Shaquille O'Neill, da liga norte-americana de basquete. A linha publicitária utilizada é que as pulseiras dão mais força, equilíbrio e flexibilidade ao usuário.

Procurada por EXAME.com, a On The Beach, distribuidora oficial da Power Balance no Brasil, informa que "toda a publicidade realizada no País está em conformidade com as leis vigentes e com a normas estabelecidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)."

A empresa reforçou também que o marketing do produto no Brasil é voltado para a comercialização de um acessório esportivo: "não divulgamos falsas promessas de benefícios.  O uso da Power Balance está ligado a decisão pessoal de cada um", informa a assessoria de imprensa da On The Beach.

No Brasil, não haverá reembolso do produto.

Leia também
PowerBalance ganha notoriedade com respaldo de atletas de renome

Acompanhe tudo sobre:estrategias-de-marketingMarcasPublicidade

Mais de Marketing

Coca-Cola é a marca mais lembrada em patrocínios de eventos no Brasil; veja ranking

Burger King e Stanley promovem ação com galão térmico a R$ 1; saiba como retirar

Camila Coutinho estreia no Cannes Lions como palestrante nesta quinta, 20

Em Cannes, Musk explica por que xingou anunciantes e tenta aproximação com o mercado publicitário

Mais na Exame