Empresas, associações e famosos fazem campanhas pró-vacinação

Campanhas pró-vacinação surgem nas redes sociais e são organizadas por diferentes setores

A aprovação da vacina CoronaVac, contra a covid-19, pela Anvisa no último domingo, 17, gerou uma onda de campanhas apoiadas por associações, empresas e famosos que se posicionam a favor da vacinação em massa nas redes sociais.

Um exemplo é a campanha da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). Com o slogan: “Vacina: eu confio”, o objetivo é transmitir a consumidores, donos e funcionários dos estabelecimentos a ideia que a vacina é segura.

A associação disponibilizou peças de forma que qualquer pessoa pode aderir e já recebeu mais de 1.000 adesões de chefs e donos de restaurantes como Alex Atala e Janaína Rueda; executivos como Jean Jereissati, presidente da Ambev, e Liel Miranda, presidente da Mondelez no Brasil, e até famosos como Comprade Washington.

Segundo a assessoria de imprensa da Abrasel, são 50 escritórios da associação pelo Brasil e todos estão articulando as adesões nas suas regiões, conseguindo novas adesões a todo momento.

Outra iniciativa é a #TamoNessaJuntxs, que até o momento tem cerca de 100 personalidades apoiadoras, como atores, cantores e outros famosos. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, Mika Lins, diretora e atriz idealizadora da campanha, foram produzidos vídeos com a intenção de que sejam amplamente compartilhados no WhatsApp. A campanha também tem canal no YouTube e Instagram. 

A campanha #TodosPelasVacinas é outra iniciativa, com a intenção de ajudar no combate às fake news. A ação é organizada pela Abrasco, Blogs de Ciência da Unicamp, COSEMS/SP, Equipe Halo/Nações Unidas (ONU), Instituto Questão de Ciência, Núcleo de Pesquisas em Vacinas da USP, Observatório Covid-19 BR, Rede Análise Covid-19, ScienceVlogs Brasil, Sociedade Brasileira de Imunologia, Sociedade Brasileira de Virologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, União Pró-Vacina e Projeto Divulgar.

Outros executivos também têm se posicionado independente de campanhas. Em dezembro, Luiza Helena Trajano, afirmou em rede social que o Grupo Mulheres do Brasil quer #VacinaçãoUrgenteParaTodos [veja abaixo].

Também o iFoodestá interesado em acelerar o processo de vacinação contra covid-19 no Brasil. A empresa destinou R$ 10 milhões para a vacinação de entregadores e demais profissionais da linha de frente de enfrentamento ao coronavírus.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.