Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloMarketing

"Carrinhos do prazer" voltam a distribuir vibradores em NY

A ação foi interrompida no primeiro dia porque os responsáveis não tinham as permissões necessárias e por causa do tumulto que se formou em torno dos carrinhos

Modo escuro

Carrinho de campanha da Trojan: "Com as licenças oficiais da cidade de Nova York na mão, os carrinhos do prazer foram recarregados para servir prazer", anunciou a Trojan Vibrations (Divulgação)

Carrinho de campanha da Trojan: "Com as licenças oficiais da cidade de Nova York na mão, os carrinhos do prazer foram recarregados para servir prazer", anunciou a Trojan Vibrations (Divulgação)

D
Da Redação

Publicado em 10 de agosto de 2012 às, 17h14.

Nova York - Os "carrinhos do prazer" que planejam distribuir 10 mil vibradores em Nova York, e que foram embargados pela prefeitura da cidade por não ter licença para a ação de marketing, puderam finalmente distribuir sua "carga" e satisfazer milhares de cidadãos.

A linha de artigos eróticos Trojan Vibrations, que na quarta-feira e ontem ia a presentear dois de seus modelos de vibradores em carrinhos separados, pôde concluir enfim seu objetivo depois de obter uma autorização do Prefeitura de Nova York mediante o pagamento de US$ 3.100, informa nesta sexta-feira o jornal "New York Post".

A ação foi interrompida no primeiro dia, quando apenas cerca de 200 unidades haviam sido entregues, porque os responsáveis não tinham as permissões necessárias e o tumulto que se formou em torno dos carrinhos atrapalhou a passagem de pedestres.

"Com as licenças oficiais da cidade de Nova York na mão, os carrinhos do prazer foram recarregados para servir prazer", anunciou a Trojan Vibrations em sua página do Facebook, para indicar que a campanha finalmente poderia ser realizada, agora em um único ponto do distrito do Meatpacking.

Diante da convocação, milhares de pessoas - mulheres em sua maioria, mas também homens - fizeram fila até um carrinho identificado com os dizeres "Pegue aqui suas vibrações" e "Goze o momento", para ganhar gratuitamente um dos vibradores, que normalmente custam de US$ 30 e US$ 40, dependendo do modelo.

Em duas horas, foram doadas 3.600 unidades, o que levou um dos representantes da empresa a dizer que estavam "muito felizes por ter trabalhado com a prefeitura para conseguir que a campanha fosse um sucesso", ainda segundo o veículo.

A decisão da prefeitura causou mal-estar entre alguns cidadãos, que julgaram a medida arbitrária, na linha de outras adotadas pelo prefeito, Michael Bloomberg, como a proibição de fumar e a extinção dos refrigerantes tamanho extragrande, que o fizeram levar o apelido "Babá Bloomberg".

"Os vibradores pequenos e baratos estragam logo - disse ao jornal Rose Moon, de 29 anos, enquanto aguardava na fila. Espero que este seja melhor que os aparelhos a que estou acostumada, e que dure para sempre". 

Últimas Notícias

Ver mais
Taylor Swift: Gol, Azul e LATAM anunciam remarcação gratuita de passagem
seloMarketing

Taylor Swift: Gol, Azul e LATAM anunciam remarcação gratuita de passagem

Há 2 dias

Outback estará na CCXP 2023 com cardápio novo e disponível para todo o Brasil; veja como conseguir
seloMarketing

Outback estará na CCXP 2023 com cardápio novo e disponível para todo o Brasil; veja como conseguir

Há 2 dias

Black Friday do Aiqfome, delivery do Magalu, tem Erick Jacquin, IA e descontos
seloMarketing

Black Friday do Aiqfome, delivery do Magalu, tem Erick Jacquin, IA e descontos

Há 3 dias

Primeira loja de Stranger Things na América Latina chega a São Paulo com circuito instagramável
seloMarketing

Primeira loja de Stranger Things na América Latina chega a São Paulo com circuito instagramável

Há 6 dias

icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais