Invest

PIX chega a 224,2 milhões de transações diárias e bate novo recorde em julho

Desde o lançamento em 2020, forma de pagamento é cada vez mais usada

Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Publicado em 8 de julho de 2024 às 10h18.

O número de transações via PIX bateu um novo recorde na última sexta-feira, 5, com 224,2 milhões de transações. O recorde anterior era de 206,8 milhões, contabilizado em 7 de junho.

Desde o seu lançamento em fevereiro de 2020, o sistema de pagamento se popularizou e segue alcançando um número cada vez maior de usuários.

"Os números são mais uma demonstração da importância do PIX como infraestrutura digital pública, para a promoção da inclusão financeira, da inovação e da concorrência na prestação de serviços de pagamentos no Brasil", diz o Banco Central, em nota.

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralPIX

Mais de Invest

Balanços da Tesla e Alphabet, Kamala Harris e corte de gastos no Brasil: o que move o mercado

Por que o homem mais rico da China está perdendo tanto dinheiro?

Hapvida (HAPV3) vai investir até R$ 600 milhões em novos hospitais em SP e RJ

Ministério da Justiça realiza leilão de 54 quilos de ouro; veja como participar

Mais na Exame