Com recorde de reclamações, Procon quer suspensão do app Facily

São mais de 150 mil reclamações sobre atraso ou não entrega os produtos, não reembolso dos valores e até mesmo entrega itens vencidos
Facily afirmou que está em contato com o Procon-SP há meses visando solucionar os problemas dos clientes (Facily/Divulgação)
Facily afirmou que está em contato com o Procon-SP há meses visando solucionar os problemas dos clientes (Facily/Divulgação)
Por Karla MamonaPublicado em 09/11/2021 13:09 | Última atualização em 09/11/2021 13:09Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Com recorde de reclamações, mais de 150 mil durante o ano, o Procon-SP estuda como suspender os serviços oferecidos pela Facily, aplicativo de compras coletivas. O número de reclamações sobre a empresa não para de crescer. Em janeiro, foram 21 reclamações de consumidores. No mês passado, foram 59.539, ou seja, um crescimento de 283.000%.

Os consumidores têm reclamado que o aplicativo – que promete descontos nas compras de itens de alimentação, higiene, limpeza etc. – atrasa ou não entrega os produtos, não reembolsa os valores após as reclamações e até mesmo entrega itens com data de validade vencida.

“A Facily é recordista absoluta no Procon-SP, nunca um fornecedor no período de seis meses teve esse aumento tão expressivo nas reclamações. Em função desse número alarmante, além da multa, estamos estudando aplicar uma medida mais extrema prevista pelo Código de Defesa do Consumidor, que é a suspensão da plataforma”, afirmou Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Ele recomenda que os consumidores fiquem atentos às ofertas que parecem muito vantajosas, preços muito abaixo do mercado, já que podem ser “indícios de problemas”.

Em julho deste ano, a Facily foi convocada para participar de uma reunião com o órgão de defesa do consumidor. O objetivo era que a empresa explicasse sobre os problemas causados aos consumidores. Meses antes, ela tinha sido notificada pelo Procon, mas as explicações não foram suficientes e os questionamentos dos consumidores continuaram.

Procurada pela EXAME Invest, a Facily afirmou que está em contato com o Procon-SP há meses visando solucionar os problemas dos clientes. Disse ainda que investe em melhorias na área de tecnologia para aprimorar os setores de atendimento e distribuição. Veja nota completa abaixo:

"A Facily, comprometida com os usuários que utilizam sua plataforma, comunica que está em contato e trabalha junto ao Procon-SP há alguns meses, a fim de solucionar problemas o quanto antes. A empresa já investe em melhorias na área de tecnologia para aprimorar os setores de atendimento e distribuição. Foram empenhados recursos na construção de um centro de distribuição cinco vezes maior ante ao existente inicialmente e também ampliado o número de pontos de retirada de produtos e parceiros que atuam na plataforma para, assim, ampliar a agilidade na oferta e distribuição de itens."