Invest

Vale tem lucro de US$ 892 milhões no 2º tri, queda anual de 78%

Resultado da mineradora foi impactado pela queda nos preços do minério de ferro e do níquel

Vale: proposta para nova regra de eleição de conselho divide opiniões do mercado (Ricardo Teles/Divulgação)

Vale: proposta para nova regra de eleição de conselho divide opiniões do mercado (Ricardo Teles/Divulgação)

Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Repórter de Invest

Publicado em 27 de julho de 2023 às 20h25.

Última atualização em 27 de julho de 2023 às 20h37.

A mineradora Vale (VALE3) apresentou um lucro líquido de US$ 892 milhões no segundo trimestre, queda de 78,2% frente aos US$ 4,093 bilhões apurados no mesmo período do ano passado. Em comparação trimestral, o lucro da Vale caiu 51% contra os US$ 1,83 bilhão registrados nos primeiros três meses do ano.

A companhia teve uma receita líquida de US$ 9,67 bilhões, queda de 13% na comparação anual.

Já o Ebitda (Lucro Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, na sigla em inglês) ajustado, caiu US$ 3,874 bilhões, baixa de 26% frente ao mesmo período do ano anterior.

Segundo a empresa, o resultado se deve, principalmente, aos menores preços de finos de minério de ferro e níquel. 

Produção e vendas da Vale no 2º tri

Em seu relatório de produção e vendas divulgado na última semana, a Vale já havia adiantado uma dificuldade na recuperação dos preços. As vendas de finos de minério de ferro subiram apenas 0,9% na comparação anual, enquanto as vendas de pelotas ficaram em queda de 0,4%. Vale lembrar o indicador fechou o trimestre anterior no negativo. As vendas de finos ficaram em 63,3 mil toneladas, alta de 38,1% na comparação trimestral. Já as vendas de pelotas ficaram em 8,8 mil toneladas, ganhos de 8,3% frente ao primeiro trimestre.

Segundo a companhia, a recuperação plena da frente de vendas deve ficar apenas para o terceiro trimestre. “A Vale espera um menor gap entre produção e vendas no terceiro trimestre com a venda de estoques formados no primeiro semestre, dependendo das condições de mercado”, informou o relatório.

A mineradora registrou aumento na produção de minério de ferro no segundo trimestre, para 78,7 mil toneladas – crescimento de 6,3% na comparação anual. O número subiu também na comparação trimestral, com um crescimento de 17,9% frente às 66,7 mil toneladas registradas nos primeiros três meses do ano.

Venda de fatia da divisão de metais

A mineradora anunciou também nesta quinta um acordo para vender 13% de sua subsidiária de cobre e níquel, a Vale Base Metals (VBM), por US$ 3,4 bilhões. Considerando o valor pago pela fatia, o negócio avalia a divisão de metais da Vale em US$ 26 bilhões.

Os compradores são Manara Minerals e Engine No. 1. A Manara, uma joint venture entre a mineradora Ma'aden e o fundo soberano da Arábia Saudita (PIF), irá deter deterá 10% da VBM. Já a Engine No. 1, gestora americana focada em investimentos sustentáveis, terá uma participação de 3%.

Vale distribui R$ 8,3 bi em JCP

Junto com o balanço, a Vale anunciou ainda que irá pagar R$ 8,276 bilhões em juros sobre capital próprio (JCP) referentes ao resultado da companhia no segundo trimestre deste ano. 

O acionista receberá R$ 1,917008992 por ação.

Veja também

Acompanhe tudo sobre:ValeBalanços

Mais de Invest

Por que Argentina de Milei tem animado o mercado, apesar de inflação recorde e retração

Após balanço, Nvidia (NVDC34) já vale mais que Amazon (AMZO34) e Tesla (TSLA34) juntas

Senacon notifica 20 operadoras de planos de saúde por cancelamentos de contratos; veja lista

Febraban orienta clientes a dar prioridade a canais digitais por tragédia no Rio Grande do Sul

Mais na Exame