Acompanhe:

Enauta (ENAT3), 3R (RRRP3), Cemig (CMIG4), Marisa (AMAR3): o que movimenta as empresas na bolsa hoje

Confira quais são os principais destaques das companhias listadas na bolsa de valores brasileira nesta terça-feira (2)

Modo escuro

Continua após a publicidade
A Enauta apresentou uma proposta de fusão com a 3R Petroleum na noite de segunda-feira, 1º (Kanok Sulaiman/Getty Images)

A Enauta apresentou uma proposta de fusão com a 3R Petroleum na noite de segunda-feira, 1º (Kanok Sulaiman/Getty Images)

O Ibovespa desta terça-feira, 2, será marcado pelos movimentos corporativos das empresas listadas. Hoje, os investidores vão ficar de olho na Enauta (ENAT3), 3R (RRRP3), Cemig (CMIG4), Marisa (AMAR3), entre outros. Confira a seguir quais são os principais destaques das companhias.

Enauta (ENAT3) e 3R (RRRP3)

A Enauta apresentou uma proposta de fusão com a 3R Petroleum na noite de segunda-feira. O negócio, se combinado, criaria uma empresa de cerca de R$ 16 bilhões em valor de mercado. A proposta contempla a emissão de novas ações da 3R e troca por ações da Enauta, resultando em uma nova empresa com composição do capital social de 53% dos acionistas atuais da 3R e 47% dos atuais acionistas da Enauta, representando um prêmio de 12% ao valor de mercado.

Cemig (CMIG4)

A Cemig informou a publicação do edital para a realização do leilão público que visa a transferência onerosa do direito de exploração dos serviços de geração de energia elétrica de 4 PCH/UHEs – uma da Cemig GT e três de subsidiárias integrais. Em fato relevante, a companhia destaca que o leilão será presencial na B3, previsto para a data de 3 de julho, e que o valor mínimo para o lote único das usinas é de R$ 29,1 milhões.

Marisa (AMAR3)

A Marisa adiou mais uma vez a divulgação do seu balanço de resultados referentes ao ano passado. Em fato relevante, a varejista diz que “eventos ocorridos ao longo de 2023 adicionaram um volume considerável de novas informações e verificações que, por sua vez, atrasaram o cronograma de preparação das demonstrações financeiras auditadas”. Com isso, os números devem ser divulgados até a assembleia geral ordinária, marcada para o dia 30 de abril.

Unigel (UGEL11)

Outra companhia a adiar a divulgação dos seus resultados foi a Unigel, que era esperada para o dia de ontem. Em fato relevante, a companhia diz que o “adiamento se dá em razão do processo de aprimoramento da estrutura de capital da companhia [...] atualmente em curso através de Plano de Recuperação Extrajudicial, traz maior complexidade às análises e revisões, que demandam da companhia e de seus auditores independentes um prazo maior para sua conclusão.”

Americanas (AMER3)

A Americanas anunciou a oferta para troca de títulos de dívida aos detentores de notas seniores com vencimento em 2030. As chamada “Tender Offer” deve ser encerrada em 26 de abril, tendo um montante de US$ 746 milhões com uma remuneração oferecida de US$ 0,01 a US$ 300.

Vale (VALE3)

A mineradora recebeu duas cartas de acionistas da Geração L. Par com indicações de candidatos a membros titulares do Conselho Fiscal. Para membros efetivos, foram apontados os nomes de Heloísa Belotti Bedicks e Raphael Manhães Martins; para a posição de membros suplentes, Adriana de Andrade Solé e Jandaraci Ferreira de Araujo foram indicados. Além desse assunto, a Vale também se posicionou sobre a notícia de que estaria sondando o mercado para a escolho do novo presidente. “Não há decisão quanto à contratação de empresa especializada que apoiará o Conselho de Administração no processo de seleção do futuro executivo, assim como em relação a eventuais candidatos à sucessão”, diz o comunicado.

Unipar (UNIP3)

A Unipar anunciou que o seu conselho elegeu Alexandre Jerussalmy para o cargo de Diretor Financeiro e de Relações com Investidores. Rodrigo Cannaval renunciou ao cargo por meio de carta apresentada à companhia, permanecendo no cargo de Diretor Executivo.

Dexco (DXCO3)

A Dexco anunciou a incorporação de sua subsidiária integral, a Dexco Revestimentos Cerâmicos S.A., a fim de simplificar e tornar mais eficiente a estrutura societária do grupo e da companhia. “Pelo fato de a Dexco RC ser subsidiária integral da Companhia, essa incorporação não implicará alteração do capital social da Companhia, emissão de novas ações pela Companhia, como também, não ocorrerá diluição dos acionista.”

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital
seloMercados

Brasil sofre duas vezes com a alta do petróleo, diz Alexandre Silverio, CEO da Tenax Capital

Há 21 horas

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As
seloMercados

Itaú vê espaço para consolidação no setor de saúde e aponta quem irá liderar de M&As

Há 21 horas

Ibovespa cai e fecha no pior patamar do ano com ataque de Irã a Israel e mudança de meta fiscal
seloMercados

Ibovespa cai e fecha no pior patamar do ano com ataque de Irã a Israel e mudança de meta fiscal

Há 2 dias

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa
Future of Money

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais