Invest

Unipar troca CEO às vésperas de começar um dos maiores ciclos de investimentos de sua história

Mauricio Russomano deixa a companhia depois de abril, cumprindo seu mandato até o fim

Unipar: companhia troca CEO (UNIPAR/Divulgação)

Unipar: companhia troca CEO (UNIPAR/Divulgação)

Karina Souza
Karina Souza

Repórter Exame IN

Publicado em 5 de fevereiro de 2024 às 18h44.

Última atualização em 5 de fevereiro de 2024 às 18h46.

Unipar comunicou nesta segunda-feira uma importante troca em sua diretoria. Maurício Russomano, atual CEO, deixará o cargo ao fim de seu mandato, em abril, depois da Assembleia Geral Ordinária. O executivo será sucedido por Rodrigo Cannaval, diretor industrial da companhia há quatro anos.

De acordo com o fato relevante divulgado há pouco, o novo CEO vai "liderar a jornada de expansão e modernização tecnológica da Unipar, que terá um dos maiores ciclos de investimentos de sua história". A empresa, para lembrar, pretende investir mais de R$ 1 bilhão ao longo dos próximos dois anos.

Entre os projetos, destacam-se: a substituição de tecnologias de mercúrio e diafragma por membrana para a produção de cloro e soda na fábrica de Cubarão e a operacionalização da nova fábrica de Camaçari.

Cannaval também assume a responsabilidade de implementar a estratégia de expansão da Unipar, "que considera crescimento orgânico ou inorgânico no Brasil, Argentina ou outras geografias", ainda segundo o documento.

Além da mudança no cargo de CEO, a Unipar comunicou que Alexandre de Castro, diretor comercial à frente da unidade de químicos e PVC, passará a ser o novo diretor executivo comercial da companhia.

A companhia vale R$ 7 bilhões na B3.

Acompanhe tudo sobre:UniparCEOs

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2726; prêmio é de R$ 30 mi

Devedores têm último fim de semana para aderir ao Desenrola Brasil

Para acelerar atendimento a benefícios sociais, Caixa abre 17 agências no RS no sábado e domingo

Sem ‘abocanhada’ do leão: analista recomenda 4 ativos de renda fixa que pagam até IPCA + 7,1%

Mais na Exame