Acompanhe:

Credit Suisse corta "nota" da XP Inc para "underperform"

De acordo com analistas, empresa mostra estabilidade no crescimento após as recentes altas e já tem expectativas muito altas de crescimento e lucratividade

XP Investimentos: ações da XP acumulam em 2020 valorização de 28% (Germano Lüders/Exame)

XP Investimentos: ações da XP acumulam em 2020 valorização de 28% (Germano Lüders/Exame)

R
Reuters

24 de junho de 2020, 11h25

Analistas do Credit Suisse cortaram a recomendação das ações da XP Inc de "neutra" para "underperform", citando forte valorização dos papéis, que são negociados em Nova York, de acordo com relatório a clientes, no qual também ajustaram o preço-alvo para 40 dólares, de 22 dólares anteriormente.

"É uma ótima empresa, mas o valuation está muito alto para ser ignorado", escreveram Marcelo Telles e equipe. "Apesar de reconhecermos o bom momento dos lucros e a história de crescimento secular convincente, não vemos uma elevação dos níveis atuais após a recente alta, pois, em nossa opinião, ela já reflete expectativas muito altas de crescimento e lucratividade", acrescentaram.

Na véspera, os papéis fecharam a 49,43 dólares. As ações da XP acumulam em 2020 valorização de 28%, sendo que apenas nos segundo trimestre do ano contabiliza uma alta de 156% após ser afetada como todo o mercado pelas preocupações relacionados à pandemia do novo coronavírus. O valor de mercado supera 27 bilhões de dólares, ou mais de 140 bilhões de reais.