Mercados

BR Insurance sobe com recomendação do BTG Pactual

O BTG recomendou a compra das ações da empresa, escolhidas como “top pick” no setor

O BTG também iniciou a cobertura da Porto Seguro, especializada em seguros de automóveis, e da Sul América, que oferece seguros de saúde, com recomendação neutra (Julio Bittencourt)

O BTG também iniciou a cobertura da Porto Seguro, especializada em seguros de automóveis, e da Sul América, que oferece seguros de saúde, com recomendação neutra (Julio Bittencourt)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de março de 2012 às 13h02.

São Paulo - A Brasil Insurance Participações e Administração SA subia para o maior nível em duas semanas após o Banco BTG Pactual SA recomendar a compra das ações, escolhidas como “top pick” no setor.

As ações da companhia, que oferece seguros para transporte marítimo assim como para automóveis e saúde como a quarta maior do país em valor de mercado, subiam 1,5 por cento para R$ 20 às 12:20. Mais cedo, os papéis tiveram alta de 3,1 por cento para a maior cotação intradiária desde 5 de março.

“Apesar de estarmos positivos em relação ao setor de seguros, estamos menos otimistas em relação a automóveis e saúde”, disseram os analistas Marcelo Henriques e Eduardo Rosman em relatório hoje. A BR Insurance “é a melhor opção no segmento de seguros do Brasil” neste momento, disseram eles.

A BR Insurance realizou três aquisições desde o começo do ano, totalizando R$ 19,55 milhões, segundo dados compilados pela Bloomberg. As ações registram ganhos de 16 por cento no ano até o fechamento de 16 de março.

O BTG também iniciou a cobertura da Porto Seguro SA, especializada em seguros de automóveis, e da Sul América SA, que oferece seguros de saúde, com recomendação neutra. A ação da Porto Seguro recuava 0,4 por cento após perder 2,3 por cento no ano até o dia 16, enquanto a Sul América tinha ligeira alta para R$ 17,36. O papel acumula alta de 15 por cento no ano.

Acompanhe tudo sobre:Açõesbancos-de-investimentoBR InsuranceBTG PactualEmpresasEmpresas abertasHoldingssetor-de-seguros

Mais de Mercados

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, aumenta aposta no mercado de petróleo

Nvidia ultrapassa Microsoft e é a empresa mais valiosa do mundo

Petrobras (PETR4) aceita acordo tributário: isso impacta os dividendos?

Ibovespa opera volátil após crítica de Lula a Campos Neto e de olho no cenário externo

Mais na Exame