Acompanhe:

Afya faz movimento estratégico ao comprar faculdades de medicina no Nordeste, diz Goldman

Empresa de educação vai pagar R$ 825 milhões pela Unit, de Alagoas, e a Fits Jaboatão dos Guararapes, de Pernambuco

Afya: aquisição é a maior desde o IPO na Nasdaq, em 2019 (Afya/Divulgação)

Afya: aquisição é a maior desde o IPO na Nasdaq, em 2019 (Afya/Divulgação)

R
Raquel Brandão

Publicado em 14 de outubro de 2022, 16h46.

Última atualização em 14 de outubro de 2022, 17h53.

Maior aquisição desde o IPO na Nasdaq em 2019, a compra da Unit (AL) e da Fits Jaboatão dos Guararapes (PE) é consistente com o plano da Afya (AFYA), segundo os analistas do Goldman Sachs. Na tarde desta sexta-feira, 14, as ações recuavam 7,62%, para US$ 13,22.

A Afya anunciou na quinta-feira, 13, a compra das duas faculdades de medicina no Nordeste por R$ 825 milhões, cerca de 11% de seu valor de mercado. As aquisições aumentam em 340 vagas o número de novos alunos de medicina da Afya por ano. Serão 140 novas vagas na operação de Alagoas e 200 em Pernambuco. A aquisição ainda depende de aprovação regulatória.

Os analistas observam que a projeção da empresa para 2022 implica um múltiplo EV/Vendas de cerca de 4,4x para os ativos adquiridos. A Afya está sendo negociada atualmente a 3,9x e a expectativa de receita do banco para a companhia é de R$ 2,38 bilhões para 2022.

"Em um contexto de altas taxas de juro e forte foco dos investidores em resultados e métricas de fluxo de caixa, vemos as unidades a serem adquiridas com maior exposição aos cursos de graduação em medicina como um ponto positivo estratégico", escrevem os analistas.

O Goldman Sachs manteve a recomendação de compra com preço-alvo de US$ 13,5.