O que é Rating de Crédito?

Quando se pergunta o que é rating, basta entender que esse é um indicador muito importante para se utilizar ao avaliar a qualidade de um investimento
 (Anyaberkut/Getty Images)
(Anyaberkut/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 17/10/2022 às 13:18.

Rating de crédito é uma classificação de ativos financeiros de acordo com o seu risco de crédito. Ele é dado por uma agência classificadora de risco, e pode ser conferida a uma empresa, a um Estado ou a um ativo específico, como uma dívida privada.

Esse risco de crédito tem associação com a capacidade que esse agente econômico, seja qual for, honre com suas obrigações financeiras - ou seja, com seus passivos.

Sendo assim, quando se pergunta o que é rating, basta entender que esse é um indicador muito importante para se utilizar ao avaliar a qualidade de um investimento.

É muito comum, por exemplo, que países recebam essas notas para avaliar o quão seguro é para empresas, fundos de investimento e outros entes econômicos alocarem capital no país. 

Por esse motivo, esse rating possui outros nomes, como classificação de crédito ou até mesmo nota de crédito.

Essa classificação mostra aos investidores e credores mais detalhes sobre a solidez daquele agente econômico. Por exemplo: avaliar se um título de renda fixa é mais ou menos seguro; se as ações de uma empresa têm grande segurança, etc.

Por fim, vale notar que as notas não são definitivas, havendo reavaliações periódicas que podem aumentar ou diminuir o rating de crédito dependendo de uma série de fatores.

Como funciona o Rating de Crédito?

Existem diversos fatores que afetam a avaliação do rating de crédito, sejam eles fatores macro e microeconômicos. Vale notar que os fatores levados em conta dependerão do tipo de ente.

Em primeiro lugar, como aspectos macroeconômicos são muito importantes para avaliar os Estados: a taxa de juros da economia, a situação política do país, inflação, segurança jurídica, entre outros.

Por outro lado, existem os fatores microeconômicos, fundamentais para empresas: o fluxo de caixa da empresa, a alavancagem, o seu balanço patrimonial e a projeção para resultados futuros.

Entretanto, vale notar que esses critérios possuem relação. Uma empresa do índice Ibovespa, por exemplo, terá uma nota de crédito inferior caso o país passe por uma recessão econômica.

A agência de classificação de risco utiliza, portanto, critérios quantitativos para que seja possível mensurar com mais exatidão os resultados, como a avaliação do lucro, faturamento, endividamento e outros.

Entretanto, aspectos qualitativos também são fundamentais, como o ambiente externo da empresa, a governança corporativa, etc. 

Quais são os tipos de Rating de Crédito?

Existem dois principais tipos de rating de crédito: o primeiro deles é o por grau e o segundo deles é o por nota. 

Rating por grau

Em primeiro lugar, o rating por grau mostra a posição em que um determinado ativo se encontra em relação ao seu risco de crédito, considerando-se uma série de notas.

Assim, dependendo da nota em questão, o investidor pode avaliar a relação entre risco e retorno do ativo, decidindo ou não pela alocação de capital. 

Há duas classificações dentro dessa classe: em primeiro lugar, há o grau especulativo, que consiste naqueles ativos com maior risco de inadimplência.

Por outro lado, há o grau de investimento, que são mais seguros e possuem maior chances de serem pagos corretamente.

Rating por nota

Além disso, vale citar também o rating por nota, que subdivide os graus de investimento e especulativo em uma série de notas. 

Sendo assim, é possível verificar mais informações a respeito das classificações, uma vez que passa a haver mais detalhes em cada etapa.

Assim, um fundo de investimento que queira adquirir uma ação, por exemplo, pode avaliar diversos critérios do ativo em questão.

Quais são as principais agências de rating de crédito?

Existem três principais agências de rating. São estes entes que definem o que é rating de crédito dos bancos, de títulos, de ações, países e outros.

As três maiores agências, responsáveis por 90% do market share do setor, são dos Estados Unidos (apesar de avaliarem ativos de todo o mundo). São elas:

Standard & Poor’s

A Standard & Poor’s (S&P) é a mais tradicional das agências de risco, tendo nascido em 1860 nos Estados Unidos.

Seu modelo de negócios de avaliação de risco iniciou-se apenas nos anos 40, passando a ser referência ao avaliar ativos de renda fixa e renda variável.

Vale notar, ainda, que a empresa é responsável pelo famoso S&P500, o mais conhecido índice da economia dos EUA, composto por suas 500 maiores empresas.

Moody’s

Em segundo lugar, pode-se citar a Moody’s, criada no ano de 1909 também nos Estados Unidos. Warren Buffett possui ações dessa companhia no portfólio de sua empresa de investimentos, a Berkshire-Hathaway.

Fitch

Por fim, a Fitch é a terceira agência que domina grande parte do market share no setor. Também foi criada nos EUA no ano de 1914, sendo a mais recente das três.

Para que serve o Rating de Crédito?

Para saber para que serve o rating de crédito, basta refletir sobre como um investimento mais seguro pode atrair mais investidores para alocar capital.

Por exemplo: um país que possua um bom rating de crédito é capaz de atrair mais capital internacional para investir em seu território, trazendo dinheiro para o país e desenvolvendo a economia.

Sendo assim, caso um país melhore seu rating de crédito, ele pode atrair empresas multinacionais, fundos de investimentos internacionais e até mesmo investidores anjo para a economia local.

Por outro lado, uma empresa com bom rating de crédito torna suas ações mais atrativas e pode trazer lucros aos seus acionistas com a valorização das cotas. 

Além disso, a empresa pode conseguir preços mais atrativos se decidir fazer uma oferta subsequente de ações ou caso queira emitir debêntures para financiar suas atividades, recebendo mais dinheiro no primeiro caso e pagando juros menores no segundo.

Portanto, esse tipo de melhora no rating pode ajudar muito no desenvolvimento econômico tanto das empresas quanto dos Estados, melhorando a economia como um todo.

Você ainda tem dúvidas a respeito do rating de crédito e de sua importância para o mercado financeiro e para as economias mundiais? Confira também outros conteúdos como esse no nosso Guia de Investimentos, como:

O que é taxa Selic?
O que é Ibovespa?
O que é a Bolsa de Valores? E o que é a B3?