Acompanhe:

Como economizar dinheiro: veja 7 dicas para poupar

Existem algumas medidas que são possíveis de adotar para saber como economizar dinheiro, confira algumas aqui no Guia de Investimentos

 (Gabriel Vergani / EyeEm/Getty Images)

(Gabriel Vergani / EyeEm/Getty Images)

D
Da Redação

19 de dezembro de 2022, 15h58

Como economizar dinheiro? Essa é uma pergunta que muitas pessoas fazem, mas que diversos brasileiros ainda sentem dificuldade em responder. Afinal, cada vez mais os preços ficam caros no dia a dia.

No entanto, existem algumas medidas que são possíveis de adotar para saber como economizar dinheiro – e que, com o tempo, permitem até mesmo que seja possível investir na bolsa de valores, por exemplo.

1. Cuidado na hora de comprar novas versões de seus itens

De fato: muitas pessoas estão acostumadas a comprar determinados itens com frequência para se “atualizarem”. É o caso, por exemplo, de quem compra carro, celular, notebook ou outros itens todos os meses. 

Esse tipo de compra pode dar algum tipo de satisfação, mas muitas linhas de produtos têm poucas mudanças de um ano para o outro, de modo que pode valer a pena esperar dois, três ou mais anos até fazer um upgrade – e economizar bastante com essa escolha. 

Assim, se gasta menos dinheiro em atualizações e é possível, por exemplo, começar a colocar dinheiro em um CDB de liquidez diária para montar uma reserva de emergência.

2. Evite compras baseadas apenas em status

Muitas pessoas buscam roupas de grife, acessórios e dispositivos eletrônicos que passam uma ideia de luxo, mas isso pode acabar gerando um custo muito elevado e acabar prejudicando o orçamento no fim do mês.

De fato: esse hábito é tão comum que, quando muitos indivíduos se perguntam como juntar dinheiro ganhando pouco, esse é um dos primeiros passos a serem colocados em prática para cortar gastos.

Na maioria das vezes, é possível evitar itens caros e buscar alternativas mais baratas, como marcas mais acessíveis e ainda assim com boa qualidade. 

Assim, quando a pessoa em questão tiver mais dinheiro, é possível então buscar outras opções de compra que são mais caras, desde que não pese no bolso.

Dessa forma, é possível começar a juntar dinheiro para aplicar em algum produto de renda fixa, como Tesouro Direto ou CDB, e dar os primeiros passos nos investimentos com o dinheiro economizado que seria gasto em compras desnecessárias.

3. Nem sempre comprar mais barato é economizar

De fato, algumas pessoas acabam pensando que comprar a opção mais barata é sempre economizar, mas isso pode se provar contraproducente em alguns casos.

Por exemplo: uma pessoa pode buscar um celular mais barato e com pouca qualidade, e ele pode durar apenas poucos meses. Por outro lado, um celular de uma marca confiável, ainda que mais caro, pode durar cinco anos ou mais.

Por isso, vale a pena pensar o custo benefício de cada item comprado, evitando assim opções caras demais para os seus benefícios ou baratas demais, porém de baixa qualidade. Isso pode até mesmo permitir o investimento em ativos de renda variável, por exemplo.

4. Cuidado no uso de aplicativos de delivery

Para quem possui um aplicativo de entrega de refeições no celular, pode ser tentador ver notificações de cupons e ofertas exclusivas. Dessa forma, algumas compras são feitas por impulso.

Por exemplo: o usuário verifica um cupom e, em poucos cliques, já faz um pedido de alguma comida que poderia ser substituída por cozinhar em casa.

Por isso, pode valer a pena silenciar as notificações de aplicativos desse tipo ou, em casos extremos, até mesmo deletá-los para economizar mais no fim do mês. Essa é uma forma bem eficaz para quem quer saber como guardar dinheiro.

5. Fuja das compras por impulso

Fazer compras por impulso é um hábito de muitas pessoas – seja em lojas físicas, como no caso de shoppings, ou até mesmo nas compras online através das plataformas de e-commerce, cada vez mais populares no Brasil.

Por isso, vale a pena parar alguns minutos antes de concluir uma compra e pensar se aquele item será realmente útil no dia a dia. 

Muitas pessoas se surpreendem quando refletem alguns minutos antes de finalizar uma compra, chegando à conclusão de que a maioria dos itens no carrinho não terá utilidade prática por muito tempo.

6. Guarde uma porcentagem do dinheiro para investir

Começar a investir, mesmo que com pouco dinheiro, pode ser a chave para começar a ter o controle de sua própria vida financeira. Isso porque o investidor começa a ver seu dinheiro render e, com isso, sente vontade de poupar mais.

Para iniciar no mundo dos investimentos, é possível separar uma pequena quantidade do dinheiro mensal assim que receber o salário. Dessa forma, já se garante uma pequena quantia para gerar renda passiva e, com isso, multiplicar o capital ao longo dos anos.

Com o tempo e a progressão profissional, é possível separar um pouco mais de dinheiro para investir mais e, com isso, acelerar a conquista da independência financeira.

Na hora de investir, é preciso estar ciente de que existem diversos tipos de investimentos, como os ativos de renda fixa e os ativos de renda variável.

A escolha deles dependerá do perfil de investidor de cada um: os mais conservadores podem preferir a renda fixa. Os mais arrojados tendem a preferir a renda variável. Mas é possível combinar os dois tipos de ativo em um portfólio de investimentos diversificado.

7. Priorize o pagamento das dívidas no cartão de crédito e cheque especial

Ainda que uma pessoa comece a desenvolver uma educação financeira no sentido de economizar dinheiro, investir e outros passos, o principal ponto a se fazer é quitar as dívidas do cartão de crédito e do cheque especial.

De fato: essas duas modalidades contam com as maiores taxas de juros do mercado – muito maiores do que o rendimento de qualquer investimento!

Dessa forma, a pessoa que tem dívidas nessas modalidades está gastando dinheiro sem comprar mais nada, o que pode arruinar a sua própria vida financeira (o completo oposto de aprender como economizar).

Por isso, é importante usar o dinheiro economizado para se livrar rapidamente destas dívidas e, com o tempo, ir quitando também outras dívidas com taxas menores.

Você ainda tem dúvidas sobre como economizar dinheiro da forma certa? Leia nossos outros artigos para saber mais: