Inteligência Artificial

Musk diz que vai abrir código-fonte do Grok, sua aposta contra o ChatGPT

Musk foi um dos fundadores da empresa que hoje opera o ChatGPT

Musk processou a OpenAI na Justiça por causa da parceria com a Microsoft (Nathan Laine/Bloomberg/Getty Images)

Musk processou a OpenAI na Justiça por causa da parceria com a Microsoft (Nathan Laine/Bloomberg/Getty Images)

Publicado em 13 de março de 2024 às 06h23.

Depois de processar a OpenAI, empresa em que foi um dos fundadores, Elon Musk disse que sua nova empresa de Inteligência Artificial, a xAI, abrirá o código-fonte do Grok, aquilo que projeta ser o rival do ChatGPT. Musk fez o anúncio em uma breve postagem no X. As informações são do Quartz.

O processo de Musk contra a OpenAI e seu CEO, Sam Altman, alega que a parceria com a Microsoft trai "seu compromisso fundador de beneficiar a humanidade em detrimento do lucro". A ação movida no mês passado pelo bilionário sul-africano alega quebra de contrato, quebra de dever fiduciário e práticas comerciais injustas. O bilionário também pediu que a OpenAI fosse obrigada a abrir sua pesquisa e tecnologia ao público.

Em julho do ano passado, Musk anunciou a xAI, sua própria empresa de IA. Em novembro, disse também no X que lançaria seu primeiro produto de IA "para um grupo seleto". Embora a xAI seja independente do X, o site da xAI aponta que ela trabalhará em estreita colaboração com o X e com a Tesla, também de Musk.

Briga na Justiça e emails vazados

Na semana passada, depois de ser processada por Musk, a OpenAI divulgou emails na época em que Musk estava ligado à empresa. Nas mensagens, o bilionário mostrou desejo de incorporar a companhia à Tesla. "A Tesla é o único caminho que poderia ter a esperança de se equiparar ao Google. Mesmo assim, a probabilidade de ser um contrapeso ao Google é pequena. Mas não é zero".

"Estamos tristes por termos chegado a esse ponto com alguém que admiramos profundamente - alguém que nos inspirou a almejar mais alto, depois nos disse que fracassaríamos, fundou um concorrente e depois nos processou quando começamos a fazer progressos significativos em direção à missão da OpenAI sem ele", disse a empresa no post.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialelon-muskOpenAI

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI cria comitê de segurança enquanto começa a treinar próximo modelo de IA

‘Aceite o fracasso’: veja conselho de uma robô de inteligência artificial para futuros profissionais

IA da busca do Google viraliza após respostas bizarras

WWDC 2024: Apple pode anunciar emojis gerados por IA e parceria com OpenAI

Mais na Exame