O Google está construindo a sua própria cidade — e com moradias acessíveis

Ideia é criar uma cidade-campus perto do escritório da companhia no Vale do Sílicio, com direito a parques, lojas, escritórios e piscina pública

Parece que dominar os mecanismos de pesquisa da internet não é o suficiente para a gigante americana Google. A empresa agora está de olho em outra coisa: construir uma cidade. Isso mesmo. A ideia é criar uma cidade-campus perto do escritório da companhia no Vale do Silício com direito a parques, lojas, escritórios e até mesmo uma piscina pública e uma área para que os moradores possam praticar esportes.

Neste mês o Google fez uma proposta para o Middlefield Park, uma área de 40 acre perto ao escritório principal da big tech. Segundo o site oficial do local, a gigante também quer adicionar cerca de 1.850 unidades residenciais e 20% delas serão para habitações acessíveis, quando famílias têm renda média ou baixa. 

 (Mountain View/Reprodução)

 

A iniciativa do Google pode parecer um pouco ousada, visto que a volta aos escritórios ainda é uma coisa incerta na maior parte do mundo por conta da pandemia do novo coronavírus. Recentemente, a companhia afirmou que seus colaboradores não precisam voltar para os espaços físicos até julho de 2021.

Outras gigantes também querem expandir, apesar da covid-19. No mês passado a Amazon anunciou que planeja expandir o seu escritório ao redor dos Estados Unidos, com um investimento de 1,4 bilhão e com a adição de 3.500 novos empregos.

O Google tem 92,05% do mercado de mecanismos de buscas, na frente do Bing, que tem 2,83%, do Yahoo, com 1,65% e do Baidu, com 0,98% — uma liderança que não deve ser ameaçada tão cedo.

Os planos da gigante ainda estão bem no começo. Mas já pensou adicionar “Google” como seu endereço? O Google Maps, no mínimo, vai ficar um pouco confuso.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.