Apple planeja produzir carro autônomo em 2024

Veículo da Apple incluirá uma bateria que poderá reduzir "radicalmente" o custo de baterias e aumentará o alcance do carro

A família dos produtos da Apple pode aumentar em breve e ir além dos eletrônicos, como o iPhone, o Macbook, o Apple Watch e o iPad. Isso porque, segundo a agência de notícias Reuters, a companhia fundada por Steve Jobs pretende produzir um carro autônomo já em 2024 com uma bateria própria desenhada exclusivamente para ele.

O projeto, conhecido como Titan, já existe desde 2014, quando a Apple começou a molhar os pés nas águas dos carros elétricos. Em algum ponto da história, no entanto, a dona do iPhone desistiu de se aventurar no setor automobilístico e voltou seus olhos para seus softwares. Em 2018, Doug Field, que trabalhava na fabricante Tesla, iniciou seus trabalhos na Apple para cuidar especialmente do projeto que, até então, estava na gaveta.

A profissão mais valorizada na pandemia? Vire um “dev” com o curso de data science e Python da EXAME

O novo veículo da Apple incluirá uma bateria que poderá reduzir “radicalmente” o custo de baterias e aumentará o alcance do carro, segundo fontes familiarizadas com o assunto. À Reuters, a Apple optou por não comentar o assunto.

“Se tem uma companhia no mundo que tem os recursos necessários para fazer isso, provavelmente é a Apple. Mas, ao mesmo tempo, não estamos falando de um celular”, afirmou um participante do projeto Titan.

Mesmo com a capacidade da Apple, produzir um carro é uma tarefa complicada — a Tesla, por exemplo, demorou 17 anos até conseguir ter um lucro sustentável com os seus veículos elétricos. De acordo com a Reuters, é possível que a fabricante do iPhone opte por ter um parceiro para manufaturar os carros ou que a empresa decida diminuir o escopo para apenas um sistema de direção autônoma que seria integrada com carros tradicionais.

“É o próximo nível. Como a última vez que você viu um iPhone”, disse outra fonte à Reuters.

Às 8h20 desta terça-feira, 22, o valor de mercado da Apple era de 2,18 trilhões de dólares e as ações fecharam a segunda-feira com um valor de 128,23 dólares por papel, uma alta de 1.24% em relação ao fechamento anterior.

Resta esperar para ver — mas um carro da Apple, com certeza, vai dar o que falar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais