Future of Money
Acompanhe:

Warner Music anuncia plataforma de 'música Web3' em parceria com blockchain

Conglomerado vai lançar serviço em parceria com a LGND e a Polygon, com suporte a colecionáveis digitais de qualquer blockchain

Plataforma de Web3 faz parte de parceria da Warner Music e deve ser lançada em janeiro de 2023 (Divulgação/Wikimedia Commons/Divulgação)

Plataforma de Web3 faz parte de parceria da Warner Music e deve ser lançada em janeiro de 2023 (Divulgação/Wikimedia Commons/Divulgação)

C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 7 de dezembro de 2022, 10h54.

O construtor de plataformas interativas e de comércio eletrônico LGND anunciou uma parceria com o desenvolvedor de rede blockchain Polygon e a empresa de entretenimento global Warner Music Group para criar uma plataforma de música Web3 chamada LGND Music.

Programado para ser lançado em janeiro de 2023, a LGND Music foi projetada para ser uma plataforma de música e tokens não-fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) que oferece suporte a “colecionáveis digitais de qualquer blockchain em um reprodutor proprietário”, possibilitando assim que os usuários reproduzam seus colecionáveis digitais em qualquer lugar.

(Mynt/Divulgação)

A parceria permitirá que artistas selecionados do Warner Music Group lancem colecionáveis digitais nas plataformas de aplicativos e desktop. Os criadores também poderão interagir com sua base de fãs por meio de conteúdos especiais e experiências exclusivas. A plataforma será construída na rede Polygon e oferecerá taxas baixas e transações rápidas.

A LGND Music planeja oferecer uma variedade de recursos, possibilitando que os colecionadores de música participem de um ecossistema descentralizado baseado na propriedade integral de ativos digitais. De acordo com a empresa, “os usuários da plataforma também poderão comprar e colecionar tokens de música, construindo coleções de colecionáveis digitais”.

A ideia é que a plataforma seja fácil de usar mesmo para usuários que não estão familiarizados com criptomoedas ou colecionáveis digitais.

O potencial da música para se integrar ao ecossistema Web3 parece promissor, e os músicos há algum tempo já exploram o potencial dos tokens não fungíveis para criar comunidades leais a partir de seu público mais amplo.

As plataformas de música da Web3 podem potencialmente atrapalhar a grande indústria da música ao abrirem novas oportunidades para criadores e artistas inovarem e monetizarem seu conteúdo. O Goldman Sachs previu que a indústria musical global poderia valer US$ 131 bilhões até 2030, e uma parte significativa disso poderá ser integrada a ecossistemas da Web3.

A mais recente colaboração do Warner Music Group para criar o LGND Music ocorre meses depois do conglomerado anunciar uma parceria com o marketplace OpenSea para permitir que artistas musicais selecionados construam e ampliem sua base de fãs na plataforma dedicada a NFTs.

Cansou de tentar falar com alguém da sua Exchange? Conheça a Mynt, a única no Brasil com atendimento 24 horas e todos os dias, feito por pessoas reais. Abra agora sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok