Visa se une à ConsenSys para conectar CBDCs às finanças tradicionais

A empresa prevê que clientes eventualmente possam usar seu cartão Visa ou carteira digital vinculada à CBDC em qualquer lugar do mundo
Visa acredita na eficiência das moedas digitais emitidas por bancos centrais (Bloomberg/Getty Images)
Visa acredita na eficiência das moedas digitais emitidas por bancos centrais (Bloomberg/Getty Images)
C
CoindeskPublicado em 13/01/2022 às 11:01.

A gigante dos pagamentos Visa se uniu à ConsenSys para ajudar as redes de moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDCs) a fazer uma ponte com as instituições financeiras tradicionais.

Os clientes eventualmente poderão usar seu cartão Visa vinculado à CBDC ou carteira digital em qualquer lugar que a Visa seja aceita no mundo, afirmou Catherine Gu, head de CBDCs da Visa, em uma publicação de perguntas e respostas com a ConsenSys.

“Se forem bem-sucedidas, as CBDCs poderão expandir o acesso a serviços financeiros e tornar os desembolsos governamentais mais eficientes, direcionados e seguros – essa é uma proposta atraente para os políticos”, disse Gu.

O Módulo de Pagamentos em CBDC da Visa foi criado como um fluxo de entrada para as CBDCs nas redes de pagamento já existentes, de acordo com Catherine. Bancos e processadores de emissão vão poder se conectar ao módulo e integrar sua infraestrutura existente, acrescentou.

A empresa de pagamentos afirmou que suas equipes de cripto planejam trabalhar com os bancos centrais em projetos piloto e protótipos a partir do segundo trimestre de 2022.

A Visa havia dito no início de dezembro que formou uma consultoria global em criptomoedas para ajudar as instituições financeiras a desenvolver seus negócios em cripto à medida que a demanda por produtos do gênero continua aumentando.

Enquanto isso, a ConsenSys lançou os “ConsenSys Rollups” com a ajuda da equipe de engenharia de software da Mastercard para permitir a expansão na rede principal da Ethereum e para uso privado.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok