Future of Money

Standard Chartered: vitória de Trump nos EUA seria melhor para o bitcoin que reeleição de Biden

Trump já foi “anticripto”, mas agora diz que “faz dinheiro” com essas “novas moedas malucas”

O ex-presidente Donald Trump, durante julgamento em Nova York
 (AFP/AFP Photo)

O ex-presidente Donald Trump, durante julgamento em Nova York (AFP/AFP Photo)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 8 de maio de 2024 às 09h30.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

Com as eleições para presidência dos Estados Unidos se aproximando, analistas do gigante bancário Standard Chartered divulgaram uma nota com previsões para o futuro dos criptoativos caso cada um dos principais prováveis candidatos, Joe Biden e Donald Trump, vençam uma das corridas presidenciais mais importantes do mundo.

De acordo com o head de estratégia para criptoativos e mercados emergentes do Standard Chartered, Geoffrey Kendrick, um segundo mandato de Donald Trump não seria tão rígido em relação a cripto quanto o de Biden poderia ser.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Enquanto Biden deve concorrer à reeleição, Donald Trump, que também já foi presidente dos EUA entre 2017 e 2021, deve tentar retornar para o posto nas próximas eleições. Trump é um dos principais nomes do Partido Republicano.

O ex-presidente dos EUA e empresário famoso já havia feito declarações “anticripto” anteriormente. No entanto, em março deste ano revelou que “faz dinheiro” com criptomoedas como o bitcoin.

“Eu ganho dinheiro com isso, também me divirto com isso”, disse ele. “Novas moedas malucas, é assim que eu as chamo. São novas moedas malucas, seja bitcoin ou outras.”

Trump x Biden para cripto

Geoffrey Kendrick, do Standard Chartered, acredita que se Trump vencer, os compradores estrangeiros de títulos do tesouro dos EUA poderão querer mudar seus investimentos para ativos alternativos como o bitcoin por precaução.

“Embora as autoridades da administração Biden tenham assumido uma postura relativamente dura em relação aos ativos digitais, Trump disse em uma entrevista em março que, se eleito, não reprimiria o bitcoin ou outros ativos digitais”, diz a nota do gigante bancário.

Kendrick acrescentou que as tarifas de importação sob a presidência de Trump levariam “vários grandes gestoras a comprar bitcoin em 2025”.

Além disso, especialistas do Standard Chartered seguem otimistas de que o bitcoin, maior criptomoeda do mundo, ainda deve atingir a cotação de US$ 150 mil este ano.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosBitcoinDonald TrumpJoe BidenEleições americanas

Mais de Future of Money

Análise: bitcoin tem forte recuperação e tendência é de alta

Alemanha teve lucro "sem precedentes" com venda de bitcoin, revelam autoridades

JPMorgan: ações de mineradoras de criptomoedas estão subindo mais que o bitcoin

Homem que dizia ser Satoshi Nakamoto, o criador do bitcoin, confessa que mentiu

Mais na Exame