• AALR3 R$ 20,21 -0.44
  • AAPL34 R$ 67,90 0.80
  • ABCB4 R$ 16,65 0.00
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.57
  • AERI3 R$ 3,58 -0.83
  • AESB3 R$ 10,82 1.88
  • AGRO3 R$ 31,27 0.51
  • ALPA4 R$ 21,36 2.54
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,17 -0.51
  • AMAR3 R$ 2,55 6.25
  • AMBP3 R$ 31,05 2.48
  • AMER3 R$ 22,02 -3.76
  • AMZO34 R$ 65,71 3.04
  • ANIM3 R$ 5,53 3.17
  • ARZZ3 R$ 79,67 -0.16
  • ASAI3 R$ 15,67 -1.45
  • AZUL4 R$ 20,12 -2.75
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,49 -0.82
  • AALR3 R$ 20,21 -0.44
  • AAPL34 R$ 67,90 0.80
  • ABCB4 R$ 16,65 0.00
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.57
  • AERI3 R$ 3,58 -0.83
  • AESB3 R$ 10,82 1.88
  • AGRO3 R$ 31,27 0.51
  • ALPA4 R$ 21,36 2.54
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,17 -0.51
  • AMAR3 R$ 2,55 6.25
  • AMBP3 R$ 31,05 2.48
  • AMER3 R$ 22,02 -3.76
  • AMZO34 R$ 65,71 3.04
  • ANIM3 R$ 5,53 3.17
  • ARZZ3 R$ 79,67 -0.16
  • ASAI3 R$ 15,67 -1.45
  • AZUL4 R$ 20,12 -2.75
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,49 -0.82
Abra sua conta no BTG

Recuperação: bitcoin ganha US$ 75 bi em 24h e várias criptomoedas disparam

Após atingir a marca dos 42 mil dólares no último sábado, maior criptomoeda do mercado volta a ser negociada acima dos 51 mil dólares e impulsiona a alta de outros ativos
 (Getty Images/SOPA Images)
(Getty Images/SOPA Images)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 07/12/2021 11:14 | Última atualização em 07/12/2021 14:27Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Depois de um final de semana desastroso, que derrubou o preço do bitcoin em 27% no último sábado, a principal criptomoeda do mundo, e o mercado cripto como um todo, começaram a se recuperar nesta terça-feira, 7.

O bitcoin voltou a ultrapassar a marca de 51 mil dólares nesta manhã, chegando a ser negociado com alta de mais de 6% em relação às últimas 24 horas, mostrando certo otimismo do mercado em relação aos ativos digitais.

O valor de mercado do bitcoin, que despencou de 1,08 trilhão de dólares para cerca de 830 bilhões durante o fim de semana, aumentou cerca de 75 bilhões de dólares nas últimas 24 horas, passando de 897 bilhões para os atuais 971 bilhões de dólares.

O grande volume de compras nas últimas 24 horas também se reflete no comportamento das "baleias", como são chamados os grandes investidores. Desde a queda de preços do fim de semana, endereços de bitcoin que armazenam entre 100 e 10.000 bitcoins compraram cerca de 67.000 unidades da criptomoeda, demonstrando otimismo e interesse pelo ativo.

"O bitcoin se recuperou para cima dos 50.000 dólares na segunda-feira, e 'baleias' jogaram a queda com perfeição. No início da queda para 43.500 dólares, endereços que guardam entre 100 e 10.000 bitcoin compraram 67.000 bitcoins logo depois de venderem a mesma quantidade do ativo antes da queda", explicou a ferramenta de análise Santiment.

Agora, especialistas prevêem uma continuidade do movimento de alta no curto prazo, possivelmente até a faixa de 53.000 dólares, que analistas como Michael van de Poppe apontam como uma importante resistência.

A maior criptomoeda do mundo ainda acumula perdas de 12,2% na semana e 17,% no mês, mas ao longo de 2021 a alta acumulada é de 75%.
Outras criptos também se recuperam

O ether também opera em forte alta nesta terça. A criptomoeda nativa da rede Ethereum é negociada a 4.350 dólares, com alta de mais de 7% em relação às 24 horas anteriores.

Movimento semelhante acontece com outras das maiores criptomoedas do mundo, como BNB, solana, ADA, luna e avalanche, todas negociadas com altas próximas a 10% em 24 horas.

Apesar da alta, o ether ainda acumula perdas de 5,9% nos últimos sete dias e cerca de 5% no último mês. Ao longo de 2021, por outro lado, os ganhos passam de 500%.

Nesta terça, o destaque entre os maiores projetos do mundo é a MATIC, da rede Polygon, negociada a US$ 2,33, com alta acumulada de quase 30% nas últimas 24 horas.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok

Veja Também

Bitcoin esboça reação, mas ainda se mantém abaixo de US$ 30 mil
Future of Money
Há 8 horas • 3 min de leitura

Bitcoin esboça reação, mas ainda se mantém abaixo de US$ 30 mil