Future of Money

O que aconteceu com o bitcoin depois do halving? Cripto tem aumento discreto após “evento do ano”

Bitcoin retorna para US$ 66 mil após halving, evento que cortou a emissão da criptomoeda pela metade na última sexta-feira, 19

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 22 de abril de 2024 às 10h38.

Última atualização em 22 de abril de 2024 às 10h45.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

Depois do halving, a maioria dos investidores e especialistas estavam atentos para descobrir se a principal criptomoeda do mercado iria subir ou cair conforme expectativas variadas divulgadas antes do evento ocorrer. Retornando para US$ 66 mil, o bitcoin teve um aumento discreto após um dos acontecimentos mais aguardados do ano no universo cripto.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 66.126, com alta de 1,5% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

O movimento é mais discreto do que muitos especialistas previam, com expectativas de que a criptomoeda poderia disparar ou despencar após o halving. Apesar disso, Lucas Josa, analista de criptoativos do BTG Pactual, pontua que a alta recente do bitcoin não é um reflexo apenas do halving:

"Apesar de mais um halving bem-sucedido e do entusiasmo do mercado com Runes, o novo padrão de tokens para o Bitcoin, o aumento de preço nos últimos dias não é um reflexo deste evento. Olhando para o comportamento de preços nas últimas semanas, este respiro do bitcoin voltando para US$ 66 mil é, na verdade, a ausência de notícias negativas em um contexto macro, principalmente em relação ao conflito entre Israel e Irã", disse ele à EXAME.

Além disso, os impactos do halving no preço do bitcoin não se resumem ao curto prazo e expectativas mais otimistas ou pessimistas ainda podem se concretizar nos próximos meses.

“É importante ficar atento, já que, falando tecnicamente, o tão esperado choque entre oferta e demanda por conta do halving não acontece de forma imediata mas, sim, construída a partir de uma possível demanda crescente, contra uma oferta cada vez menor no médio prazo”, explicou Beto Fernandes, analista da Foxbit.

O que é o halving do bitcoin?

O halving é um evento programado para cortar a emissão do bitcoin uma vez a cada 210 mil blocos minerados na rede. Isso acontece aproximadamente a cada quatro anos e faz parte da escassez programada do ativo.

Por colaborar para que o bitcoin se torne cada vez mais escasso, o evento ficou famoso como um impulsionador do preço da criptomoeda. Historicamente em halvings anteriores, o preço do bitcoin atingiu novas máximas pouco tempo depois. No entanto, especialistas ainda colocam em dúvida a possibilidade de isso acontecer desta vez.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

SEC aprova ETFs de ether nos EUA e surpreende com mudança de visão sobre Ethereum

ETFs de bitcoin batem recorde e acumulam 850 mil unidades da criptomoeda

Pepe dispara 40% e um dos primeiros investidores da criptomoeda meme lucra US$ 3 milhões

ETFs de ether vão atrair US$ 500 milhões na 1ª semana de negociação, diz OKX

Mais na Exame