Future of Money

Por que o halving só acontece uma vez a cada quatro anos? Tudo sobre o “evento do ano” do bitcoin

Um dos eventos mais aguardados por investidores de criptomoedas deve ocorrer hoje; descubra o que é o halving, seu impacto no preço do bitcoin e porque ele só acontece a cada quatro anos

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 19 de abril de 2024 às 14h00.

Última atualização em 19 de abril de 2024 às 16h09.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

O halving do bitcoin está programado para ocorrer aproximadamente às 22h30 desta sexta-feira, 19, e já vem esquentando o clima no mercado cripto, dividindo especialistas entre o otimismo e a cautela. Mas o que exatamente é o halving e por que ele só acontece uma vez a cada quatro anos?

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

O que é o halving do bitcoin?

O halving é um evento que corta a emissão do bitcoin pela metade uma vez a cada aproximadamente quatro anos. Isso acontece porque a recompensa paga aos mineradores por seu trabalho de validação de transações é reduzida pela metade, diminuindo assim a emissão de novas moedas.

O halving faz parte da escassez programada do bitcoin. Desde a criação da primeira criptomoeda do mundo pela personalidade anônima Satoshi Nakamoto há pouco mais de uma década, o bitcoin foi programado para ser uma moeda digital escassa.

Dessa forma, novos halvings devem continuar acontecendo até aproximadamente 2140, quando a recompensa de mineradores deve chegar a zero. Nesse momento, novos bitcoins não serão mais emitidos e a criptomoeda atingirá o seu suprimento máximo de 21 milhões de unidades.

Por que o halving só acontece uma vez a cada quatro anos?

Inicialmente, o halving não foi programado para ter um intervalo de tempo imutável. No entanto, o halving foi programado para ocorrer uma vez a cada 210 mil blocos minerados na rede do Bitcoin. De acordo com o intervalo de tempo necessário para minerar cada bloco de transações, isso resulta em um período de aproximadamente quatro anos.

Apesar disso, o halving não tem uma data definida, pois depende da mineração dos blocos necessários para que o evento possa ocorrer conforme foi programado por Satoshi Nakamoto. Assim, sites desenvolveram páginas de contagem regressiva para que seja possível acompanhar quando exatamente o halving irá acontecer.

Qual o impacto do halving no preço do bitcoin?

É fato que o halving contribui para a escassez do bitcoin e que esse fator pode favorecer a valorização do ativo digital, cuja demanda aumentou exponencialmente nos últimos anos, com grandes empresas, bancos e gestoras adotando a tecnologia.

Historicamente, o preço do bitcoin atingiu novas máximas menos de um ano após os três últimos halvings:

  • Primeiro halving (2008): o preço do bitcoin era de US$ 13 na data do halving. No ano seguinte, o ativo subiu para US$ 1.152;
  • Segundo halving (2016): o preço do bitcoin era US$ 664 e subiu para US$ 17.760;
  • Terceiro halving (2020): o preço do bitcoin era US$ 9.734 e subiu para US$ 67.549.

Isso fez com que investidores e alguns especialistas acreditassem que o evento, além de ser uma importante característica do blockchain do Bitcoin, sirva com um catalisador para o preço da criptomoeda.

No entanto, essa “crença” ainda não foi comprovada. Especialistas do BTG Pactual apontaram em um relatório recente uma “coincidência” que pode ter colaborado para as altas anteriores.

Com expectativas divididas, o halving já agita o mercado cripto e aumenta a volatilidade dos principais criptoativos essa semana, apesar de não ser um fator que interrompa ou atrapalhe de alguma forma a negociação do bitcoin quando ocorrer na noite desta sexta-feira, 19.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativosMineração de bitcoin

Mais de Future of Money

Ethereum bate recorde do ano frente ao real e atinge a cotação de R$ 20,6 mil após aprovação de ETFs

Criptomoedas meme ligadas a Donald Trump disparam até 150% após político defender setor

Argentina faz reunião com autoridades de El Salvador sobre adoção de criptomoedas

Anbima propõe novas regras para fundos investirem em criptomoedas

Mais na Exame