Nasdaq anuncia serviço de custódia de bitcoin e Ethereum para clientes institucionais

Segunda maior operadora do mercado de ações dos Estados Unidos dá mais um passo no universo das criptomoedas e será concorrente de peso para empresas como Coinbase e BitGo
Nasdaq é a segunda maior operadora do mercado de ações nos EUA (Scott Eells/Bloomberg)
Nasdaq é a segunda maior operadora do mercado de ações nos EUA (Scott Eells/Bloomberg)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 20/09/2022 às 17:01.

Última atualização em 20/09/2022 às 18:11.

Nesta terça-feira, 20, a Nasdaq anunciou em um comunicado o lançamento do seu próprio serviço de custódia de criptomoedas para investidores institucionais. Concorrendo com outras empresas do setor como Coinbase e BitGo, a Nasdaq contará com a custódia de bitcoin e ether, as duas principais criptomoedas em valor de mercado.

No universo das criptomoedas, a custódia de ativos é um assunto muito importante. Ela pode ser feita pelo próprio usuário, utilizando carteiras digitais como a MetaMask, por exemplo, ou por empresas.

A custódia institucional é recomendada para grandes montantes e é uma das formas mais seguras de armazenar suas criptomoedas, apesar de dificultar a sua movimentação para compra, venda e outras transações, como o uso de criptomoedas para comprar outros itens, físicos ou digitais.

“A demanda entre investidores institucionais por ativos digitais aumentou nos últimos anos e a Nasdaq está bem posicionada para acelerar uma adoção mais ampla e impulsionar o crescimento sustentável”, disse Tal Cohen, vice-presidente executivo e chefe de mercados americanos da Nasdaq.

(Mynt/Divulgação)

Além do lançamento do novo serviço, a Nasdaq anunciou a contratação de Ira Auerbach para atuar como head da unidade de ativos digitais da segunda maior operadora do mercado de ações dos Estados Unidos. Anteriormente, Ira administrava serviços de corretagem na Gemini, uma das maiores corretoras cripto do mundo.

À Bloomberg, Auerbach disse que a Nasdaq está aberta para parcerias com empresas nativas do setor de criptomoedas, embora não tenha planos de aquisições no curto prazo.

Especializadas na custódia de criptomoedas, empresas como a Coinbase e a BitGo agora enfrentarão a concorrência de um gigante do mercado financeiro.

A aproximação da Nasdaq ao mercado cripto segue uma tendência mais ampla dos mercados financeiros em todo o mundo. Cada vez mais correlacionadas com as finanças tradicionais, as criptomoedas ganharam espaço em grandes empresas, principalmente nos Estados Unidos.

Em 2022, a maior gestora de ativos do mundo entrou para o mercado cripto. Com mais de US$ 10 trilhões sob gestão, a BlackRock passou a oferecer criptoativos para seus clientes institucionais e anunciou uma parceria com a Coinbase, segunda maior corretora cripto do mundo.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok