Future of Money
Acompanhe:

Maquiagem do metaverso: marca da L’Oreal quer lançar NFTs e comunidade em blockchain

Adotando a modernidade e a estética do metaverso, a NYX lançará uma organização autônoma descentralizada com tokens que dão benefícios aos participantes

Imagem de divulgação do estilo de maquiagem que representa a identidade visual da Gorjs (NYX/Divulgação)

Imagem de divulgação do estilo de maquiagem que representa a identidade visual da Gorjs (NYX/Divulgação)

M
Mariana Maria Silva

20 de janeiro de 2023, 10h04

A fim de “redefinir a beleza”, a NYX, marca de maquiagem do grupo L’Oreal, pretende lançar tokens não fungíveis (NFTs) e uma comunidade inteiramente baseada em blockchain como uma espécie de “incubadora” para a beleza online.

Chamada de “Gorjs”, uma forma diferente de escrever a palavra “gorgeous”, ou “deslumbrante” em inglês, a organização autônoma descentralizada (DAO) contará com tokens de governança, que dão aos participantes o poder de voto dentro da comunidade, além de mil NFTs, segundo um anúncio da NYX na última quinta-feira, 19.

A Gorjs visa estabelecer um precedente para “qual será a beleza no metaverso e liderar a conversa cultural no que se refere aos valores de diversidade, inclusão e acessibilidade”, de acordo com o documento que detalha o projeto.

Idealizado inicialmente pela marca de maquiagem da L’Oreal em junho de 2022, o projeto foi confirmado pela empresa com lançamento dos primeiros NFTs em 1º de fevereiro. Cada um custará 0,19 ETH, cerca de US$ 285 dólares na cotação atual.

No comunicado, o presidente da NYX, Yann Joffredo, disse que a Gorjs foi criada para destacar os “criadores 3D” e dar a eles “um caminho para o sucesso no ecossistema Web3”. A Web3 é conhecida como a “nova fase da internet”, que engloba blockchain, criptomoedas e NFTs.

  • Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Maquiagem digital

O comunidade em blockchain, ou DAO, da NYX, seria neste caso um movimento de digitalização dos cosméticos. Famosa por ter seus produtos comercializados em farmácias nos Estados Unidos, a NYX pretende se tornar a pioneira deste movimento, tanto entre as marcas da L’Oreal quanto no mercado geral, explorando a nova era digital em que pessoas utilizam avatares e pseudônimos na rede.

“Acreditamos que uma nova geração de criadores Web3 ajudará a redefinir a beleza”, disse Joffredo ao Decrypt.

Joffredo vê os designs de maquiagem digital como sendo radicalmente diferentes do que é possível com cosméticos físicos, porque os criadores podem ir além com elementos surreais que desafiam as leis da física.

“Da pele de vidro extraterrestre aos cílios elementares que se transformam, a maquiagem e a fantasia digital estão entrelaçadas de uma maneira aspiracional e acessível. Em um exemplo, os cílios podem ser empilhados em uma norma de aplicação de beleza de várias camadas; na Web3, eles podem se transformar dramaticamente em chamas realistas que desafiam o espectador a sonhar”, disse Joffredo ao Decrypt.

Detalhes do projeto

A comunidade utilizará tokens para dar aos seus membros o poder de voto em suas decisões. Segundo o anúncio, os tokens de governança da Gorjs estarão limitados a um suprimento total de 100 milhões e funcionam de forma “soulbound”, ou “ligados à alma” do usuário, em tradução literal.

Isso significa que os tokens não podem ser transferidos. Para ter acesso aos tokens existem várias maneiras, incluindo a recomendação para amigos e a compra dos NFTs da comunidade, chamados de FKWME.

O NFT concede automaticamente ao titular um rendimento diário de tokens GORJS e também permite que o titular faça distribuições futuras de NFTs e vendas exclusivas. A DAO também oferecerá uma ferramenta de emissão de NFTs, permitindo que os membros criem tokens de arte própria por meio do site.

(Mynt/Divulgação)

A comunidade Gorjs conta com vários executivos focados na Web3 em sua equipe de consultoria, incluindo o cofundador do The Sandbox, Sebastien Borget, o fundador do Ready Player Me, Timmu Toke, o head de metaverso da Polygon Labs, Brian Trunzo, e Amber Ward, CEO da agência criativa Invisible North.

Além da impossibilidade de transferência entre usuários, os tokens GORJS também não podem ser convertidos em dinheiro, por exemplo. Eles servem apenas para o poder de participação na comunidade e não caracterizam um investimento, conforme fez questão de frisar a empresa.

“Os tokens GORJS não são um investimento e sob nenhuma circunstância podem ser trocados por quaisquer ações, valores mobiliários ou moeda da L'Oreal”, dizia o anúncio.

A L'Oréal, responsável pela marca NYX, já está envolvida no metaverso e na construção de comunidades digitais. O grupo investiu na startup de metaverso Digital Village por meio de seu braço de venture capital, a Bold.

Além disso, foram feitos 17 pedidos de marca registrada da L'Oréal no último ano para NFTs e usos de blockchain para suas marcas, incluindo NYX, Kiehl's e Urban Decay.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok