Jogo infantil de educação financeira ensina sobre ações e criptomoedas

Jogo visa promover educação financeira e tem apoio do governo colombiano; jogadores devem interpretar mercado e podem comprar ações, criptomoedas e commodities
Governo da colombiana vai financiar jogo de educação financeira que ensina sobre ações, criptomoedas e muito mais para crianças e jovens (Nora Carol Photography/Getty Images)
Governo da colombiana vai financiar jogo de educação financeira que ensina sobre ações, criptomoedas e muito mais para crianças e jovens (Nora Carol Photography/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 13/09/2021 às 17:02.

O governo colombiano fez uma convocatória em busca de ideias inovadoras para promover educação financeira no país. A proposta de Henry Jean Velásquez foi uma das vencedoras. Ele projetou o game chamado “B Coin: Aprenda a Investir na Bolsa”.

A ideia do jogo é ensinar como negociar na Bolsa de Valores e comprar ações com criptomoedas. Quem realizou a convocatória foram os Ministérios da Cultura e da Tecnologia da Informação e Ciência da Colômbia.

Segundo o governo colombiano, quando Henry Jean Velásquez é questionado sobre como vê a promoção da educação financeira no país, ele lembra que apenas 1% das escolas colombianas ensinam o assunto, segundo pesquisa realizada por sua empresa Gameday em 2019.

A ideia da convocatória é inspirada no Decreto 457 de 2014, que estipulou a educação financeira e econômica na Colômbia como um tema que as escolas do país devem abordar, para que crianças e jovens conheçam a importância da gestão de recursos, conscientizem como sujeitos econômicos e entendam a dinâmica de seu sistema.

O game, segundo Velásquez, ensina a investir na bolsa de valores, operar ou negociar com ações e se divertir, tudo ao mesmo tempo: “O jogador tem que interpretar os movimentos do mercado de ações, para poder comprar e vender na hora certa e ganhar dinheiro. Ele pode comprar ações, criptomoedas, commodities, ele pode investir em Forex e cada ativo tem uma tendência específica que em níveis baixos é fácil de interpretar”.

No Brasil, autoridades financeiras também se movimentam cada vez mais para planejar e realizar cursos sobre criptomoedas, mas, por enquanto, só para adultos. A B3, por exemplo, anunciou um curso online e gratuito sobre investimentos em bitcoin e criptomoedas em parceria com a gestora QR Asset.

por Cointelegraph Brasil

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube