Future of Money

Israel congela contas ligadas ao Hamas em corretora de criptomoedas

Cerca de 190 contas na Binance que estariam sendo usadas por grupos terroristas já haviam sido alvos de uma operação policial

Hamas realizou ataques em Israel no último final de semana (SOPA Images/Getty Images)

Hamas realizou ataques em Israel no último final de semana (SOPA Images/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 10 de outubro de 2023 às 16h02.

A polícia de Israel realizou nesta terça-feira, 10, uma operação que envolveu o congelamento de contas na corretora de criptomoedas Binance que estariam ligadas a grupos terroristas, incluindo o Hamas. O movimento ocorreu após uma série de ataques do grupo em território israelense desde o último final de semana.

A informação foi divulgada pelo jornal local Calcalist, citando um comunicado enviado pela polícia de Israel. Conforme o embate entre o Hamas e o exército israelense evoluiu para um conflito intenso nos últimos dias, as forças israelenses também realizam operações para sufocar economicamente o adversário.

Com isso, a divisão de crimes cibernéticos da polícia de Israel realizou uma operação em parceria com agências de inteligência e a própria Binance tendo as contas na corretora como alvo. Ainda segundo a polícia, todos os fundos confiscados serão destinado para o Tesouro Nacional israelense.

Até o momento, as autoridades do país não informaram quanto foi apreendido, quantas contas foram congeladas e como as contas, e a a aparente ligação com o Hamas, foram identificadas. Desde 2021, Israel tem realizado uma série de operações envolvendo contas na Binance que estariam ligadas a grupos terroristas. No total, 190 já foram congeladas desde então.

Também nesta semana, empresas e comunidades do setor de criptoativos que operam em Israel anunciaram o lançamento de um fundo de auxílio para israelenses que tenham sido afetados de alguma forma pelos ataques recentes do Hamas e necessitem de ajuda humanitária.

Perguntas frequentes sobre o conflito Israel-Hamas

Por que o Hamas atacou Israel?

O grupo terrorista Hamas lançou a "Operação Al-Aqsa Flood" para defender a mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, palco de tensões entre palestinos e israelenses.

Hamas é terrorista?

Países como Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Austrália e nações da União Europeia, apontam que o Hamas é uma organização terrorista. 

Quem é o chefe do Hamas?

Ismail Haniyeh lidera o Hamas desde 2017 e reside em Doha, Catar, desde 2020 devido às restrições de saída e entrada em Gaza, que enfrenta bloqueios em suas fronteiras tanto com Israel quanto com o Egito.

O que o Hamas defende?

Na sua Carta de Princípios de 1988, o Hamas declarou que a Palestina é uma terra islâmica e não reconhece a existência do Estado de Israel.

yt thumbnail

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:Conflito árabe-israelenseIsraelCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Criptomoeda meme pepe dispara e atinge maior valor da história, impulsionada pela GameStop

TSE mantém proibição de uso de criptomoedas para doações nas eleições de 2024

Associação Brasileira de Bancos cria instituto para estudar blockchain e IA

Coinbase retoma operações após passar horas fora do ar, mas causa é desconhecida

Mais na Exame