Acompanhe:

Os 11 ETFs de bitcoin aprovados pela SEC estrearam nas bolsas dos Estados Unidos nesta quinta-feira, 11, um dia depois de terem sido liberados pelo regulador norte-americano. Durante as pouco mais de seis horas de negociação no mercado do país, os fundos tiveram mais de US$ 4,3 bilhões (R$ 20 bilhões, na cotação atual) de volume negociado, marcando um recorde de estreia de ETFs.

Apenas nos primeiros 30 minutos após o lançamento, eles totalizaram cerca de US$ 1,2 bilhões (R$ 5,8 bilhões, na cotação atual) em volume negociado, segundo dados da Bloomberg. Eric Balchunas, analista de ETFs da Bloomberg, destacou que "nos primeiros dias, quase todo o volume negociado é de aportes" de investidores nos fundos.

Balchunas disse que a estreia foi "facilmente o maior primeiro dia de negociação na história dos ETFs".

Confira a lista completa de ETFs de bitcoin aprovados e as gestoras responsáveis:

  • $BTCW - Wisdom Tree;
  • $GBTC - Grayscale;
  • $IBIT - BlackRock;
  • $EZBC - Franklin Templeton;
  • $BRRR - Valkyrie;
  • $BTCO - Invesco/Galaxy;
  • $DEFI - Hashdex;
  • $HOLD - VanEck;
  • $FBTC - Fidelity;
  • $BITB - Bitwise;
  • $ARKB - Ark Invest

Os dados da Bloomberg apontam que, até o momento, os principais destaques entre os fundos são os ETFs da BlackRock - com pouco mais de US$ 1 bilhão negociado no dia -, Fidelity - com mais de US$ 670 milhões - e Grayscale, com cerca de US$ 2 bilhões.

No caso da Grayscale, houve a conversão de um fundo da empresa que já operava no mercado há alguns anos e recebeu a autorização da SEC para ser convertido em um ETF, o que significa que as negociações também podem envolver saídas de investidores.

James Seyffart, analista de criptoativos da Bloomberg, acredita que "boa parte" do volume negociado representou vendas de participações no fundo da Grayscale e aquisição de participações nos outros ETFs. Já os outros fundos não existiam antes no mercado.

Excluindo o ETF de bitcoin da Grayscale, os outros 10 fundos somaram pouco mais de US$ 2,2 bilhões de volume negociado. A estreia do ETF da BlackRock também entrou nas cinco maiores do mercado, na quinta posição, desbancando um ETF com foco em ESG da iShares.

A maior estreia da história foi do ETF de "consciência e transição climática" da iShares, com US$ 2,1 bilhões em aportes no primeiro dia. Anteriormente à estreia, especulava-se que o ETF da BlackRock poderia, sozinho, receber esse investimento, o que não se concretizou. Na avaliação de Balchunas, também foi positivo que outros quatro ETFs da criptomoeda encerraram o dia com mais de US$ 100 milhões negociados.

ETF de bitcoin

Os ETFs de bitcoin eram amplamente esperados por investidores e entusiastas de criptomoedas há anos. Eles são considerados uma opção mais simples e segura de investimento que tem o potencial de atrair investidores institucionais para o mundo das criptomoedas.

Além disso, os pedidos de gestoras consolidadas, em especial a BlackRock - com R$ 25 trilhões em ativos sob gestão - devem reforçar essa atratividade ao servir como uma validação do bitcoin. Em 2023, o CEO da empresa avaliou que o investimento na criptomoeda seria uma "fuga para a qualidade".

Em geral, especialistas acreditam que os ETFs deverão impulsionar ainda mais o bitcoin nos próximos meses, gerando um fluxo de capital e aumentando a demanda pelo ativo. Alguns relatórios projetam que o evento poderá ajudar a criptomoeda a chegar à casa dos US$ 100 mil ainda em 2024, podendo atrair quantias significativas de investidores.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Chegou a hora: halving do bitcoin ocorre nesta sexta; saiba o detalhes
Future of Money

Chegou a hora: halving do bitcoin ocorre nesta sexta; saiba o detalhes

Há 9 horas

JPMorgan diz que preço do bitcoin está “sobrecomprado” provavelmente vai cair após o halving
Future of Money

JPMorgan diz que preço do bitcoin está “sobrecomprado” provavelmente vai cair após o halving

Há 11 horas

Halving não impulsionou máximas sozinho no passado, alega Goldman Sachs
Future of Money

Halving não impulsionou máximas sozinho no passado, alega Goldman Sachs

Há 13 horas

Corretoras cripto recuperaram confiança do público perdida com crise da FTX, diz executivo da OKX
Future of Money

Corretoras cripto recuperaram confiança do público perdida com crise da FTX, diz executivo da OKX

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais