PayPal vai permitir uso de bitcoin e outras criptomoedas pela primeira vez

Empresa de pagamentos permitirá que clientes negociem, armazenem e façam compras utilizando algumas das maiores criptomoedas do mundo
PayPal: para o presidente da empresa, a intenção é incentivar o uso dos ativos digitais (Kiyoshi Ota/Bloomberg/Bloomberg)
PayPal: para o presidente da empresa, a intenção é incentivar o uso dos ativos digitais (Kiyoshi Ota/Bloomberg/Bloomberg)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 21/10/2020 às 15:59.

Última atualização em 11/11/2020 às 17:38.

Após quase quatro meses de mistério, a americana PayPal confirmou, nesta quarta-feira, 21, que permitirá o uso de criptomoedas em sua rede de pagamentos.

Os rumores sobre o tema começaram em junho. O anúncio oficial, quase quatro meses depois, também põe data para o início deste tipo de operação na plataforma: janeiro de 2021.

A partir deste momento, clientes da plataforma poderão comprar, vender e armazenar bitcoin e outras criptomoedas em suas carteiras PayPal.

Além disso, a companhia também permitirá o uso de criptomoedas para fazer compras nos 26 milhões de comerciantes integrados à sua rede em todo o mundo os vendedores, entretanto, receberão os pagamentos efetuados com criptomoedas em moedas fiduciárias, como dólar ou real, em conversão feita pelo próprio Paypal.

Incentivo ao ecossistema cripto

Segundo o presidente-executivo da empresa, Dan Schulman, a intenção é incentivar o uso dos ativos digitais e preparar a rede PayPal para novas criptomoedas que possam surgir em especial aquelas emitidas por bancos centrais, as chamadas CBDCs.

"Estamos trabalhando com bancos centrais e pensando em todas as formas de moedas digitais e em como o PayPal pode desempenhar um papel", disse Schulman à Reuters.

Apesar do comunicado oficial da empresa citar o início de 2021 como começo das operações com cripto, titulares de contas nos Estados Unidos já terão acesso ao serviço nas próximas semanas.

A decisão da empresa deve ter impacto considerável no mercado de criptoativos, aumentando sua adoção e incentivando seu uso ao redor do mundo, já que a empresa possui 346 milhões de contas ativas. Apenas no segundo trimestre de 2020, a empresa processou 222 bilhões de dólares em pagamentos.

Para ter uma ideia da grandeza dessas informações e de como a decisão pode ajudar a alavancar o uso das criptos, o market cap total do bitcoin a maior criptomoeda do planeta é de 235 bilhões de dólares.

Além do bitcoin, que atingiu o preço mais alto de sua história no Brasil nesta quarta-feira, 21, o PayPal também oferecerá suporte para vários outros criptoativos, como ether, bitcoin cash e litecoin.