• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

CEO da Binance: criadores de LUNA e UST não souberam lidar com incidente

CZ publica críticas sobre colapso do protocolo Terra e se diz "muito decepcionado" com os responsáveis pelo projeto, que inclui as criptomoedas LUNA e UST
LUNA foi de uma das 10 maiores criptomoedas do mundo a quase zero em poucos dias, deixando milhares de investidores no prejuízo (Divulgação/Binance)
LUNA foi de uma das 10 maiores criptomoedas do mundo a quase zero em poucos dias, deixando milhares de investidores no prejuízo (Divulgação/Binance)
Por Gabriel MarquesPublicado em 13/05/2022 13:39 | Última atualização em 13/05/2022 13:39Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Na manhã desta sexta-feira, 13, o CEO da corretora cripto Binance, Changpeng Zhao, o CZ, afirmou estar “muito decepcionado” com os responsáveis pelas criptomoedas LUNA e UST, ambas do protocolo Terra e que quebraram nos últimos dias, deixando milhares de investidores no prejuízo. Segundo ele, o time da exchange tentou contato com o protocolo Terra diversas vezes, mas não recebeu respostas, até que decidiram retirar os ativos da plataforma.

Em seu perfil no Twitter, CZ publicou uma sequência de mensagens para explicar o ocorrido: “Uma quantidade exponencial de novas LUNA foi emitida devido às falhas no desenho do protocolo Terra. Os seus validadores suspenderam a rede inteira, resultando na impossibilidade de depósitos ou saques de qualquer corretora. Alguns de nossos usuários, desavisados sobre a quantidade novas LUNA emitidas fora da corretora, começaram a comprar LUNA de novo, sem entender que assim que saques e depósitos fossem permitidos, o preço provavelmente cairia ainda mais. Devido a esses riscos, suspendemos a negociação”.

(Mynt/Divulgação)

Na tarde da última quinta-feira, o protocolo Terra, responsável pela LUNA e pela stablecoin UST, decidiu interromper o funcionamento do blockchain da criptomoeda, com a justificativa de “evitar ataques de governança após uma inflação severa da LUNA e um custo de ataque significativamente reduzido”. A decisão ocorreu no mesmo dia em que a moeda digital, que foi um dia detentora do posto de sexta maior em valor de mercado, atingiu o valor de quase zero. Cerca de um mês antes, era negociada a US$ 119, o seu maior preço histórico.

Homem mais rico do mercado cripto e um dos nomes mais influentes do setor, CZ raramente se posiciona sobre projetos específicos, já que suas palavras e publicações são capaz de influenciar o mercado. Neste caso, entretanto, executivo chinês radicado no Canadá abriu uma exceção: "Normalmente nos abstemos de comentar sobre projetos, mas vou quebrar a regra desta vez", disse.  "Estou muito desapontado sobre a forma como este incidente foi lidado [por seus responsáveis]. Pedimos ao time deles que restaurassem a rede, queimassem a LUNA extra emitida e recuperassem o pareamento do UST. Até agora, não tivemos nenhuma resposta”.

CZ também comparou o caso da LUNA com o ataque sofrido pelo jogo play-to-earn Axie Infinity no mês de março: “Esta situação foi completamente diferente do que aconteceu com o Axie Infinity, quando o time assumiu a responsabilidade, tinha um plano e se comunicou conosco de forma proativa. E nós ajudamos”.

O executivo da Binance se refere ao ataque ocorrido em 23 de março passado, quando a Ronin Network, rede criada para facilitar as transações do Axie Infinity. Na ocasião, US$ 625 milhões foram roubados da plataforma. Poucas semanas depois, a Sky Mavis, responsável pelo jogo, anunciou um plano de recuperação dos fundos dos jogadores, que inclui US$ 150 milhões de uma rodada liderada pela Binance, com apoio da Animoca Brands, a16z e outros nomes importantes da indústria.

Em relação ao protocolo Terra, o seu fundador, Kwon Do, também chegou a apresentar um plano de recuperação, que fui duramente criticado e não promoveu efeito positivo nenhum.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Veja Também

Pesquisa do Fed revela que 40 milhões de americanos usam criptomoedas
Future of Money
Há 14 horas • 3 min de leitura

Pesquisa do Fed revela que 40 milhões de americanos usam criptomoedas

Golpes com criptomoedas e NFTs: como evitar ser a próxima vítima
Future of Money
Há 15 horas • 1 min de leitura

Golpes com criptomoedas e NFTs: como evitar ser a próxima vítima

Conta de artista famoso é invadida e hackers roubam R$ 2,1 mi em NFTs
Future of Money
Há 15 horas • 2 min de leitura

Conta de artista famoso é invadida e hackers roubam R$ 2,1 mi em NFTs

Criptoativos são destaque no Fórum Econômico Mundial em Davos
Future of Money
Há 15 horas • 3 min de leitura

Criptoativos são destaque no Fórum Econômico Mundial em Davos

Autor de Pai Rico, Pai Pobre comenta Fórum de Davos e recomenda bitcoin
Future of Money
Há 16 horas • 4 min de leitura

Autor de Pai Rico, Pai Pobre comenta Fórum de Davos e recomenda bitcoin

Clube dos investidores entediados: NFTs entram no olho do furacão
Future of Money
Há 18 horas • 4 min de leitura

Clube dos investidores entediados: NFTs entram no olho do furacão