Future of Money

Bitcoin dispara após derrota da SEC em processo e expectativas sobre Twitter

Mercado de criptomoedas reverteu tendência de queda recente após notícias positivas animarem investidores

SEC foi derrotada em processo referente a um ETF da Grayscale (Reprodução/Reprodução)

SEC foi derrotada em processo referente a um ETF da Grayscale (Reprodução/Reprodução)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 29 de agosto de 2023 às 15h02.

O bitcoin voltou a subir nesta terça-feira, 29, e seu preço disparou após notícias positivas animarem investidores. O principal desdobramento favorável ao ativo foi a derrota da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) em um processo aberto pela Grayscale sobre o seu pedido de lançamento de ETF à vista de bitcoin.

Dados da plataforma CoinGecko apontam que o preço do bitcoin acumula uma valorização de 6,5% nas últimas 24 horas, com uma cotação de US$ 27.832. O bom desempenho do ativo beneficia o mercado de criptomoedas como um todo, que tem alta de 5,2%. Já o ether sobe 5% no mesmo intervalo de tempo, cotado a US$ 1.731.

Alta do bitcoin

O desempenho nesta terça-feira diverge da tendência de queda e lateralidade observada nos últimos dias, que especialistas atribuíram a uma combinação de notícias negativas em relação ao cenário macroeconômico global. Com isso, o bitcoin chegou a cair abaixo de US$ 25 mil e estava com dificuldades para manter um preço acima de US$ 26 mil.

Mas a situação mudou após a Corte do Distrito de Columbia, nos Estados Unidos, aceitar um recurso submetido pela empresa Grayscale e obrigar a SEC a revisar sua decisão em relação ao pedido da companhia para converter seu fundo de bitcoin para um fundo negociado em bolsa (ETF) de preço à vista do ativo. 

A decisão era ansiosamente aguardada pelos investidores e deve repercutir em outras análises em andamento de pedidos de ETFs, incluindo no da BlackRock. Com a decisão judicial, a SEC perde seu principal argumento para rejeitar os novos pedidos de ETF à vista de bitcoin, e precisaria ou aceitá-los ou criar uma nova justificativa. 

No processo, a Grayscale afirma que o regulador não está aplicando corretamente a exigência de haver um "mercado regulado com tamanho relevante" para o lançamento do ETF de bitcoin. A Justiça dos Estados Unidos aceitou o argumento da Grayscale de que a autarquia analisou o caso de forma diferente das solicitações aprovadas para ETFs de preços futuros, o que violaria a lei.

O otimismo de investidores com a decisão também se somou à informação de que o X, antiga Twitter, recebeu uma nova aprovação nos Estados Unidos para oferecer uma série de serviços financeiros para seus clientes, incluindo negociação de criptomoedas. Apesar da rede social ainda não ter falado sobre o tema, a expectativa é que esses serviços facilitem o acesso e investimento em ativos digitais.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Bitcoin ou ether: o que comprar após forte queda das criptomoedas?

Empresa brasileira usa tokenização para permitir investimentos em hits do piseiro

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Mais na Exame