Almoçando com bitcoin: uma história de pagamentos com a Lightning Network

Um analista de dados na Ilha de Man demonstrou como os pagamentos sem contato funcionam na Lightning Network do Bitcoin usando um cartão Bolt habilitado para NFC
Um analista fez mais de 20 pagamentos usando um cartão de aproximação de bitcoin (Divulgação/Tim Robberts)
Um analista fez mais de 20 pagamentos usando um cartão de aproximação de bitcoin (Divulgação/Tim Robberts)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 18/05/2022 18:04 | Última atualização em 18/05/2022 18:37Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Lightning Network (LN) ficou um pouco mais rápida, pois o apropriadamete chamado Bolt Card agora permite que os entusiastas do bitcoin (BTC) paguem por bens e serviços usando tecnologia de aproximação.

Um analista de dados da empresa por trás do cartão, CoinCorner, levou o cartão Bolt em um teste na Ilha de Man, uma dependência da Coroa Britânica no Mar da Irlanda. “MSW” – como ele é conhecido – usou aproximação para pagar em mais de oito dispositivos de ponto de venda (PoS) durante sua investigação na hora do almoço.

(Mynt/Divulgação)

Funcionava assim: para qualquer dispositivo PoS mostrando uma fatura Lightning, o MSW simplesmente passava o cartão Bolt habilitado para NFC nas proximidades. No total, o MSW 20 fez 20 pagamentos por cafés da manhã, almoços, bebidas e lanches usando o LN antes do lançamento do Bolt Card:

⚡️#LightningLunch - Dia 16⚡️

Macarrão de camarão, manga lassi
Cozinha de rua

Preço: 44.634 丰 (£ 11,50)
Notas: Magnífico como sempre, mas bastante picante
Dica profissional: faça sua pausa para o almoço mais cedo para economizar sats!

Total gasto: 413.107 丰 / £ 123,30
Valor atual: £ 110,06

— CoinCornerMSW (@CoinCornerMSW)

MSW disse ao Cointelegraph que usar o cartão Bolt “parecia completamente natural e funcionava exatamente como você esperaria:”

“Para mim, é um grande avanço em termos de experiência do usuário quando comparado à digitalização de códigos QR. Um bônus para mim foi conhecer alguns dos negócios locais ao redor da Ilha de Man e ver como eles adotaram o Bolt Card.”

Analista de dados para o núcleo, MSW também documentou o custo comparativo de se separar de Satoshis (a menor denominação de um bitcoin), versus pagar por refrescos com libras esterlinas, a moeda da Ilha de Man. À luz da recente ação do preço do mercado de baixa, o valor da libra é marginalmente maior.

Uma tecnologia de segunda camada no Bitcoin, o LN é ideal para pagamentos instantâneos e micropagamentos. No entanto, antes do Bolt Card, os compradores de El Salvador à Ilha de Man pagavam pelo LN digitalizando um código QR.

Para Danny Scott, CEO da CoinCorner, isso “não é tão eficiente e fácil de usar quanto precisamos para um público de massa”. O pagamento com códigos QR é demorado e complicado:

“Ainda envolve desbloquear um telefone, abrir um aplicativo, escanear um código QR e depois fazer a transação. Este é um retrocesso quando se trata de experiência do usuário em comparação com o que estamos acostumados hoje para pagamentos pessoais.”

No verdadeiro estilo Bitcoiner, o Bolt Card é interoperável com protocolos da indústria, incluindo Lightning e LNURL. Scott enfatiza que eles “explorarão outros conceitos sobre como melhorar o Bolt Card e a experiência do usuário para todos os casos de uso da Lightning”.

Ao todo, a Lightning Network continua a crescer, desde grandes integrações de pagamento, como com o Cash App, até movimentos de popularização e indivíduos que fazem micropagamentos.

O Bolt Card é outra inovação de pagamento Bitcoin; “produtos reais para o mundo real”, diz Scott. Em última análise, ele promove o caminho para a “hiperbitcoinização”.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok