Exportação brasileira bate recorde em abril, maior número desde 1997

No mês passado, a venda de bens para o exterior somou US$ 26,481 bilhões, alta de 50,5% ante abril de 2020

As exportações brasileiras bateram recorde em abril, ancoradas na venda de produtos como soja e minério de ferro, que tiveram aumento de demanda por países em recuperação econômica. No mês passado, a venda de bens para o exterior somou 26,481 bilhões de dólares, alta de 50,5% ante abril de 2020.

De acordo com o subsecretário de Inteligência e Estatística de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Herlon Brandão, trata-se do maior valor para todos os meses da série histórica, que tem início em janeiro de 1997.

Apesar de ter havido alta também nas importações — que chegaram a 16,132 bilhões de dólares, um avanço de 46,8% — o saldo comercial brasileiro também bateu recorde em abril para todos os meses do ano, alcançando 10,349 bilhões de dólares.

Brandão destacou o aumento de 73,2% nas exportações da indústria extrativa em abril, puxado pela venda de combustíveis e óleos vegetais. Houve aumento ainda de 44% nas vendas de produtos agropecuários e 43,9% da indústria da transformação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.