ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

TIM quer ser a primeira telecom do Brasil a ter 100% dos dados na nuvem

A migração para a nuvem reduz automaticamente as emissões diretamente associadas ao armazenamento dos dados em espaços físicos, um passo para a agenda ESG, diz da empresa

A migração para a nuvem reduz automaticamente as emissões diretamente associadas ao armazenamento dos dados em espaços físicos, um passo para a agenda ESG, diz da empresa (TIM/Divulgação)

A migração para a nuvem reduz automaticamente as emissões diretamente associadas ao armazenamento dos dados em espaços físicos, um passo para a agenda ESG, diz da empresa (TIM/Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de março de 2021 às 12h19.

Última atualização em 23 de março de 2021 às 15h35.

A operadora de telefonia TIM divulgou nesta segunda-feira, 22, a migração de 100% dos dados que passam por seus datacenters no Brasil para um ambiente na nuvem. Segundo a operadora, trata-se da primeira companhia do setor de telefonia a fazer esse tipo de investimento.

Aproveitar as melhores oportunidades na bolsa exige conhecimento. Venha aprender com quem conhece na EXAME Invest Pro

Atualmente, a TIM tem datacenters em São Paulo e no Rio de Janeiro. Por causa da estratégia de colocar os dados na nuvem, a operadora fechou parceria com as gigantes de tecnologia Oracle e Microsoft, donas de espaços em nuvem onde serão armazenados os dados de clientes da TIM.

A companhia espera concluir a migração dos dados em dois anos, segundo comunicado divulgado à imprensa. A migração faz parte de um plano estratégico da operadora, que envolve digitalizar todos os processos, inclusive nas plataformas de atendimento e relacionamento.

Desde o ano passado, com as mudanças causadas pela Covid-19, a TIM entendeu a necessidade de acelerar seu processo de transformação digital, ao verificar as mudanças no comportamento do consumidor, ajustando fluxos e plataformas para manter seu padrão de atendimento ao cliente.

A mudança está ainda atrelada ao compromisso da TIM com melhores as práticas ambientais, sociais e de governança (sigla ESG, em inglês). A migração para a nuvem reduz automaticamente as emissões diretamente associadas ao armazenamento dos dados em espaços físicos, um importante passo para a meta da operadora de ser carbono neutro até 2030.

“Somos a primeira operadora a promover uma mudança com essa dimensão, antecipando também iniciativas ligadas a governança e sustentabilidade, dentro de um projeto maior, relacionadas a uma agenda ESG que permeia toda a atuação da TIM”, afirmou, em nota, o presidente da companhia no Brasil, Pietro Labriola.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Acompanhe tudo sobre:Inclusão digitalPandemiaTelefoniaTIM

Mais de ESG

Lobo-cinzento escapa do extermínio e agora sua proteção está sob ameaça

Maurício de Sousa e Unicef promovem leilão de 31 versões do Sansão criadas por estilistas

"Mini-Pantanal Paulista" enfrenta morte de peixes e usina é investigada

PUC-Rio migra do petróleo à energia limpa para ser o motor econômico do Rio de Janeiro

Mais na Exame