Apresentado por AMBIPAR GROUP

A incrível fábrica de transformar resíduos em produtos

Líder em gestão de resíduos, Ambipar Group conta com um time de cientistas prontos para encarar os desafios trazidos pela indústria, sempre com foco nos princípios da economia circular
Gabriel Estevam Domingos, da Ambipar: executivo faz um chamado para que as empresas levem os seus desafios (Ambipar/Divulgação)
Gabriel Estevam Domingos, da Ambipar: executivo faz um chamado para que as empresas levem os seus desafios (Ambipar/Divulgação)
e
exame.solutionsPublicado em 29/07/2022 às 09:00.

A Ambipar atua em duas frentes: a Response, de onde partem os atendimentos por terra e ar quando ocorrem emergências ambientais; e a Environment, responsável pela gestão e valorização de resíduos. Faz parte dessa última frente um laboratório próprio, em Nova Odessa, na região metropolitana de São Paulo. É lá que um time de pesquisadores conta com uma infraestrutura de ponta para desenvolver tecnologias, processos e produtos com foco na economia circular.

“O que eles fazem é, basicamente, trazer o resíduo, e desenvolver o processo de forma que ele volte para a cadeia produtiva através de um novo produto ou um novo processo”, explica Gabriel Estevam Domingos, Diretor Corporativo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Ambipar.

Álcool ecológico

Entre os exemplos está o Eco Álcool 46, um produto feito a partir de resíduos de grãos recolhidos de regiões portuárias e transformado através de um processo de fermentação. Ele é aproveitado não só para a desinfecção de ambientes, suprindo uma alta demanda, principalmente por conta da covid-19, como no abastecimento de toda a frota de veículos da Ambipar.

Sementes sustentáveis

Outro exemplo da transformação de resíduos em produtos vem da indústria farmacêutica. Com a ajuda de pesquisadores da Ambipar, cápsulas de colágeno que iriam para aterros sanitários se tornam abrigo para sementes de árvores nativas e adubo orgânico (feito a partir de sobras da indústria de papel e celulose). As sementes são espalhadas por florestas, promovendo o reflorestamento de áreas degradadas. Segundo a Ambipar, um único voo de drone é capaz de carregar de 1000 a 3000 biocápsulas.

Ecosolo: com a ajuda de drones, a Ambipar distribui sementes de árvores nativas armazenadas em biocápsulas feitas com restos da indústria farmacêutica (Ambipar/Divulgação)

Esses são apenas alguns exemplos de produtos feitos pela Ambipar, que também obtido sucesso na transformação de restos de creme e de perfume em domissanitários como shampoos para carro, pastilhas sanitárias e desinfetantes –  inclusive homologados para desinfecção contra a covid-19.

“É preciso sair do padrão de utilização, consumo e descarte e fazer com que os resíduos voltem para a cadeia produtiva através de produtos de grande utilidade”, alerta Domingos. O executivo destaca ainda que as empresas que não buscarem o lucro com propósito ficarão para trás. “O mercado regula tudo e vai regular também empresas que não tenham coerência e operem ancoradas em uma agenda ambiental.”