Vendas do comércio lojista do Rio caem 5,2% em maio

No acumulado dos cinco meses, as vendas recuaram 7,9% em comparação com o mesmo período de 2016

As vendas do comércio lojista da cidade do Rio de Janeiro recuaram 5,2% em maio, em comparação com o mesmo mês de 2016, de acordo com a pesquisa Termômetro de Vendas divulgada mensalmente pelo Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio). O estudo aponta que esse foi o pior mês de maio dos últimos quatorze anos.

No acumulado dos cinco meses (janeiro/maio) as vendas também recuaram 7,9% em comparação com o mesmo período de 2016. Em maio, em relação ao mês anterior (abril), houve um aumento de 6,8%. Foram ouvidos cerca de 500 estabelecimentos comerciais.

Segundo o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, o resultado de maio continua refletindo a situação crítica que o país atravessa. "Além disso, o mês de maio também foi influenciado pelo fraco desempenho das vendas no Dia da Mães, uma das datas comemorativas mais fortes para o comércio", disse.

Todos os setores do ramo mole (bens não duráveis) e do ramo duro (bens duráveis) apresentaram resultados negativos. Os que registraram as maiores quedas no faturamento no ramo mole foram tecidos (- 4,1%), confecções (- 2,3%) e calçados (-1,9%) e no ramo duro (bens duráveis), móveis (-7,1%), eletro (-5,8%), óticas (-4,4%) e joias (-1,5%).

A venda a prazo e a venda à vista foram as formas de pagamento preferidas pelos consumidores. O faturamento das lojas conforme a localização dos estabelecimentos foram todos negativos.

Inadimplência

Ainda segundo a pesquisa, a inadimplência foi a maior no comércio carioca para o mês de maio desde 2013, e cresceu 1,5% em relação ao mesmo mês do ano passado.

No acumulado dos cinco meses do ano (janeiro/maio) em relação ao mesmo período de 2016, a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 1,3% e 0,5%.

Ao comparar maio com abril deste ano, as consultas, a inadimplência e as dívidas quitadas aumentaram, respectivamente, 7,4%, 4,7% e 0,8%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.