Preços no comércio eletrônico sobem 6,13% em julho

Em relação a junho, o indicador apresentou queda de 0,28% em julho, comportamento contrário ao IPCA, que subiu 0,52% em julho ante junho

São Paulo - O Índice Fipe/Buscapé, que mede a variação dos preços no comércio eletrônico, registrou alta de 6,13% em julho ante igual mês de 2015, número inferior ao do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que até julho acumulou avanço de 8,74% em 12 meses até julho.

Em relação a junho, o indicador apresentou queda de 0,28% em julho, comportamento contrário ao IPCA, que subiu 0,52% em julho ante junho.

Segundo o levantamento, tomando como exemplo a variação no faturamento das vendas de julho de 2016 ante julho de 2015, mesmo com a inflação média de 6,13%, algumas categorias como Eletrodomésticos, Informática e Eletrônicos, que apresentaram inflação acima da média, tiveram variação positiva no faturamento, de 2,1%, 5,7% e 0,4%, respectivamente.

Sobre o desempenho das vendas no setor em julho ante o mesmo período de 2015, pode-se concluir que a crise potencializou a venda de produtos mais baratos, como os das categorias Cosméticos e Perfumaria (crescimento de 21,1%) e Moda e Acessórios (crescimento de 41,3%). Neste último caso, a queda de preços, de 7,38%, contribuiu para o desempenho.

"Em tempos de recessão e orçamento apertado, o e-commerce atrai cada vez mais consumidores pela facilidade de comparação de preços, conveniência e grande elasticidade de ofertas e promoções que a Internet possibilita", avalia Sandoval Martins, CEO do Buscapé Company.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.