• AALR3 R$ 19,64 -0.56
  • AAPL34 R$ 73,33 -0.31
  • ABCB4 R$ 16,87 2.37
  • ABEV3 R$ 14,72 0.20
  • AERI3 R$ 4,11 -6.16
  • AESB3 R$ 10,84 1.03
  • AGRO3 R$ 31,59 -0.06
  • ALPA4 R$ 21,65 -0.18
  • ALSO3 R$ 20,41 2.72
  • ALUP11 R$ 26,41 0.84
  • AMAR3 R$ 2,45 2.94
  • AMBP3 R$ 30,07 1.48
  • AMER3 R$ 23,47 -0.80
  • AMZO34 R$ 70,89 -0.89
  • ANIM3 R$ 5,74 3.42
  • ARZZ3 R$ 83,31 0.65
  • ASAI3 R$ 15,70 2.15
  • AZUL4 R$ 21,82 2.63
  • B3SA3 R$ 11,79 1.20
  • BBAS3 R$ 36,19 2.17
  • AALR3 R$ 19,64 -0.56
  • AAPL34 R$ 73,33 -0.31
  • ABCB4 R$ 16,87 2.37
  • ABEV3 R$ 14,72 0.20
  • AERI3 R$ 4,11 -6.16
  • AESB3 R$ 10,84 1.03
  • AGRO3 R$ 31,59 -0.06
  • ALPA4 R$ 21,65 -0.18
  • ALSO3 R$ 20,41 2.72
  • ALUP11 R$ 26,41 0.84
  • AMAR3 R$ 2,45 2.94
  • AMBP3 R$ 30,07 1.48
  • AMER3 R$ 23,47 -0.80
  • AMZO34 R$ 70,89 -0.89
  • ANIM3 R$ 5,74 3.42
  • ARZZ3 R$ 83,31 0.65
  • ASAI3 R$ 15,70 2.15
  • AZUL4 R$ 21,82 2.63
  • B3SA3 R$ 11,79 1.20
  • BBAS3 R$ 36,19 2.17
Abra sua conta no BTG

Preço do litro da gasolina passa de R$ 7 em quatro estados

No Rio e Janeiro, Rio Grande do Sul, Tocantins e Acre o preço máximo da gasolina por litro varia de R$ 7,05 s R$ 7,36
 (Getty Images/Busakorn Pongparnit)
(Getty Images/Busakorn Pongparnit)
Por Da redação, com agênciasPublicado em 21/08/2021 11:02 | Última atualização em 21/08/2021 10:39Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O preço do litro da gasolina comum já passa dos R$ 7 em pelomenos quatro estados brasileiros, segundo a pesquisa semanal depreços da Agênca Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada doúltimo domingo até hoje.

No Rio de Janeiro, foram 255 postos analisados com máxima deR$ 7,05 pelo litro, sendo a média de R$ 6,48.

No Acre, de 39 postos pesquisados, a média de preço porlitro foi de 6,45, sendo o preço máximo encontrado deR$ 7,13.

Rio Grande do Sul e Tocantins foram os locais onde os preços da gasolina estão mais caros, segundo pesquisa da ANP.

No Sul, chega a R$ 7,18. Já em Tocantins, R$ 7,36.

A Petrobras anunciou na semana passada um aumento de cerca de 3,5% no valor médio da gasolina em suas refinarias, para 2,78 reais/litro, citando alinhamento com a paridade internacional. Além da cotação nas refinarias, os preços nos postos dependem de fatores como a adição obrigatória de biocombustíveis e margens de distribuição e revenda.

Concorrente direto da gasolina nas bombas, o etanol apurou valorização de 2,22% na semana, para média de 4,497 reais/litro, acompanhando o movimento de três semanas seguidas de ganhos dos outros combustíveis.

O preço do biocombustível nas usinas também tem avançado de forma significativa. Conforme o indicador Cepea/Esalq, o valor do etanol na praça de São Paulo saltou 9,2% somente desde a última semana de julho.

(Com O Globo e Reuters)