Porcentual de lojas em SP com estoque adequado sobe para 52,5%

A proporção de lojas com excesso de produtos caiu de 32,4% para 31,8%, segundo a FecomercioSP

São Paulo – O número de lojas da cidade de São Paulo com estoques considerados adequados – ou seja, sem sobra ou falta de produtos – subiu após o desempenho positivo das vendas de Natal, segundo balanço divulgado pela FecomercioSP, entidade que representa empresas dos setores de comércio e serviços.

O porcentual de varejistas com estoques normais subiu de 51,5% para 52,5% na passagem de dezembro para janeiro. A proporção de lojas com excesso de produtos caiu de 32,4% para 31,8%, enquanto o porcentual de lojistas com estoques abaixo do ideal recuou de 16% para 15,5%.

Numa escala que vai de zero (inadequação total) a 200 pontos (adequação total), o índice da FecomercioSP que mede a adequação dos estoques no varejo de São Paulo chegou a 105,3 pontos, 2,2% acima de dezembro e 3,2% maior do que o patamar de igual período do ano passado. O indicador é apurado mensalmente a partir de informações passadas por aproximadamente 600 empresários do comércio no município de São Paulo.

A entidade atribui a melhora da situação dos estoques ao bom resultado das vendas de Natal. Conforme pesquisa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), as vendas do varejo na capital paulista voltaram a crescer em dezembro, após dois anos seguidos de queda no comparativo interanual.

Embora os estoques continuem acima da média histórica, a FecomercioSP avalia que eles tendem a caminhar em direção à normalidade até o fim do primeiro trimestre. As liquidações de janeiro já devem provocar, conforme a entidade, uma”boa redução” dos estoques.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.