ONS negocia com prefeituras uso prioritário de água

Operador Nacional do Sistema Elétrico negocia que reservatórios de água sejam destinados prioritariamente para energia e não para usos residenciais e comerciais

Rio - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) negocia com uma série de prefeituras que reservatórios de água sejam destinados prioritariamente para a produção de energia, no lugar de serem usados pela população para os usos residencial e comercial.

"Uma questão regional não pode colocar em risco o abastecimento (de energia) nacional", argumentou o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp.

Nos casos em que não há consenso entre o Operador e prefeituras, a solução está sendo recorrer à Justiça, com pedidos de liminares, que garantam prioridade ao setor elétrico.

Segundo Chipps, até hoje, a Justiça decidiu, em todos os casos, a favor do ONS.

Um dos episódios mais críticos, contou ele, ocorre no reservatório de Furnas, em Minas Gerais, onde funciona a hidrelétrica de Mascarenhas.

Para resolver a pendência, a estatal está negociando diretamente com a Prefeitura de Delfinópolis e, segundo o Operador, a intenção é evitar levar o caso à Justiça.

Em geral, a solução do que Chipp classificou como "disputa" pela água tem envolvido prefeituras, o Ministério de Minas e Energia e o Ministério do Meio Ambiente.

Esse tipo de embate envolve, sobretudo, cabeceiras de grandes rios, considerados estratégicos para o sistema de abastecimento de energia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.