O aumento de impostos para combustíveis vai incentivar o etanol?

Segundo a Unica, "não há qualquer traço de política pública para viabilizar o consumo de combustíveis renováveis" na medida do governo

São Paulo – A decisão do governo em elevar as alíquotas de PIS/Cofins que incidem sobre combustíveis visou somente ajudar no cumprimento da meta orçamentária e “não há qualquer traço de política pública para viabilizar o consumo de combustíveis renováveis”, disse neste sábado a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Em nota, a Unica cita que o aumento foi proporcionalmente maior para o etanol hidratado em relação a seu concorrente direto, a gasolina (172 por cento de alta nos tributos sobre o álcool versus 107 por cento no caso do derivado de petróleo).

“Haverá perda de competitividade no momento do abastecimento dos veículos. A Unica lamenta essa estratégia de aumento da arrecadação que, novamente, afeta negativamente o setor sucroenergético”, afirmou a associação.

Na quinta-feira, o governo elevou o PIS/Cofins sobre a gasolina de 38 centavos para 79 centavos por litro. No caso do etanol hidratado, a alíquota passou de 12 centavos para 32 centavos por litro, sendo 13 centavos para o produtor e 19 centavos para o distribuidor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.