Muçulmanos lideram aumento de riqueza nos últimos 14 anos

Riqueza dos 1,6 bilhão de muçulmanos no mundo subiu 132% desde 2000, mas continua menor que a dos cristãos, que cresceu 49% no período

São Paulo - Nos últimos 14 anos, a riqueza dos 1,6 bilhão de muçulmanos no mundo cresceu 132%, de acordo com dados da consultoria New World Wealth lançados hoje.

É o maior aumento entre as quatro grandes religiões contempladas pelo estudo (cristianismo, islamismo, hinduísmo e judaísmo) e quase o dobro do aumento geral de riqueza, que ficou em 72%.

No período entre 2000 e 2014, a riqueza subiu 122% entre os hindus e 110% entre os fiéis de "outras" religiões - aumentos explicados pelo alto crescimento de Índia e China.

Já o crescimento da riqueza entre os 2,4 bilhões de cristãos e 14 milhões de judeus foi de 49% e 50%, respectivamente.

Contexto

Naturalmente, os aumentos se deram sobre bases diferentes e a diferença continua. Os cristãos reúnem hoje US$ 107 trilhões em riqueza total, uma média de 44 mil por pessoa. Já os islâmicos tem US$ 11,3 trilhões, ou cerca de 7 mil por indivíduo.

Os números no agregado também dizem pouco sobre o que mudou na renda pessoal e na qualidade de vida dos fiéis de cada religião; para isso, índices de desigualdade, desenvolvimento e democracia precisariam entrar na conta.

Para ficar só nos exemplos islâmicos, a Arábia Saudita tem renda per capita duas vezes maior que a brasileira e índice de desenvolvimento humano considerado alto, mas é o 13º pior país do mundo para ser mulher, segundo o Fórum Econômico Mundial.

Já o Catar tem o maior PIB per capita do mundo mas é um estado autoritário e a qualidade dos seus serviços públicos não chega nem perto da Suíça, o segundo lugar.  

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.